Temperaturas devem cair na Chapada Diamantina; mínimas podem chegar a 16°C

quarta feira, 22 de Março por Juliana Ribeiro, Foto: Divulgação// Matéria Atualizada em 23/03

As áreas serranas da Chapada Diamantina e Sudoeste devem registar as temperaturas mais baixas da Bahia – Foto: Divulgação

A frente fria, mesmo se deslocando pelo Oceano Atlântico, continua provocando chuvas em algumas regiões, a exemplo do Recôncavo e das localidades mais próximas ao litoral do nordeste baiano. Com isso, a previsão para estas áreas é céu nublado a parcialmente nublado com chuvas frequentes no decorrer do período, quando não se descarta eventos isolados de chuvas intensas. Já no extremo-oeste da Bahia, onde também há previsão de chuvas, é o calor somado a umidade vinda da Amazônia os responsáveis pela ocorrência das mesmas.

Para a faixa central do Estado, ainda é a massa de ar quente e seco que deverá predominar, mantendo o céu parcialmente nublado a claro e com poucas chances de chuvas. Mesmo com essa previsão de chuvas para algumas regiões, as temperaturas se manterão elevadas em, praticamente toda a Bahia. Os maiores índices ainda estão previstos para o centro-norte e oeste do Estado, onde as máximas deverão variar de 34°C a 36°C. Por outro lado, temperaturas mais amenas são esperadas para as áreas serranas da Chapada Diamantina e Sudoeste, onde as mínimas podem chegar aos 16°C.

A cidade de Salvador e região metropolitana, também são áreas de instabilidades decorrentes do deslocamento dessa frente fria que deixarão o céu nublado a parcialmente nublado com chances de chuvas a qualquer hora do dia. As temperaturas na capital baiana continuam sem grandes variações, oscilando entre mínimas de 23°C e máximas de 32°C. O início do outono se mantém com característica de verão, com altas temperaturas, chuvas mais intensas e aumento da incidência de radiação solar e, consequentemente, dos Índices de Radiação Ultravioleta (IUV’s). Tal situação pode ser vista na previsão para os dias 23 e 24 de março quando estes deverão variar de 11 a 12 em todo o Estado. As informações são do Inema.


Comentários fechados.

Notícias Relacionadas