Pesquisas já dão 48 milhões de votos a Bolsonaro, se a eleição fosse hoje

Quinta feira, 04 de Setembro por Juliana Ribeiro em Política

Pesquisas revelam que abstenção decide se haverá 2º turno

Jair Bolsonaro, candidato do PSL à Presidência da República. (Foto: divulgação)

Transformando em votos os 32% de intenções de voto nas pesquisas Datafolha e Ibope, Jair Bolsonaro (PSL) somariam agora 48 milhões de votos, a 2 pontos dos 34% necessários para sonhar com vitória em 1º turno. Para isso, seriam necessários 32% de abstenção somada a votos brancos e nulos. Dos 147 milhões de eleitores 34% significariam mais de 50 milhões de votos, e abstenção de 32% a mais de 47 milhões. O registro Datafolha é BR-03147/18; do Ibope, BR-08245/18. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Na eleição presidencial de 2014, a taxa de abstenção (brancos, nulos e faltas) foi de 29,2%. O recorde de abstenção foi de 38%, em 1998. Se a maior taxa de abstenção de repetir este ano (38%), um resultado de apenas 31% dos votos totais pode eleger um candidato no 1º turno.

A eleição de 1989 testemunhou a menor taxa de abstenção (brancos, nulos e faltas) da História do Brasil: 18,36% não tiveram candidato. Este ano 18,36% representam 27 milhões de votos. Para vencer no 1º turno neste cenário, seriam necessários 40,9% do total de votos.


Deixar um comentário

Notícias Relacionadas