JOESLEY AFIRMA QUE O PT “INSTITUCIONALIZOU” A CORRUPÇÃO NO BRASIL

Sábado, 17 de Junho, por Camila Matos às 14:29 – Atualizado às 14:59 Foto Lula Marques/Agência PT

DONO DA JBS CONTA QUE TUDO COMEÇOU NA CHEGADA DE LULA AO PODER

O empresário Joesley Batista, dono do Grupo J&F, afirmou, em entrevista à revista Época, que o o PT “institucionalizou” a corrupção no Brasil durante os governos do ex-presidente Lula e como se tornou o maior comprador de políticos do país. Curiosamente, foi quando a J&F aumentou seu faturamento anual de R$ 4 bilhões para R$ 170 bilhões.

Na entrevista, ele explica como o PT criou núcleos de corrupção com chefe, operador e tesoureiro nos Estados, nas estatais, nos fundos de pensão das estatais e até em ministérios importantes. “São organizações criminosas. Existem para ganhar dinheiro cometendo crimes”, disse. “No começo eram dezenas. Depois viraram centenas”, explicou.

Época – Quando esse processo começou?
Joesley – Foi no governo do PT para frente. O Lula e o PT institucionalizaram a corrupção. Houve essa criação de núcleos, com divisão de tarefas entre os integrantes, em Estados, ministérios, fundos de pensão, bancos, BNDES. O resultado é que hoje o estado brasileiro está dominado por organizações criminosas. O modelo do PT foi reproduzido por outros partidos.

Sempre mencionando e fazendo referências à delação junto à Procuradoria-Geral da República (PGR), Joesley dispara contra o ex-deputado federal e ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha que, segundo ele, cobrava dinheiro em nome do presidente da República, Michel Temer.

Durante a entrevista, Batista explica como o PSDB entrou em um leilão de compra de partidos para garantir tempo de TV nas eleições de 2014 e como se ofereceu para gravar Temer, a quem acusa ser líder da “maior e mais perigosa organização criminosa do Brasil”.

Vale lembrar que o empresário ficou bilionário graças ao direcionamento irregular dos recursos do BNDES durante os governos Lula, gravou o áudio em que se baseiam as acusações contra Temer e que, estrahamente, foi o único delator a ser liberado pela PGR sem nenhuma punição, acusação ou reprimenda e vive nos Estados Unidos como se nada tivesse acontecido.


PALOCCI ACUSA MANTEGA DE GERENCIAR A PROPINA PAGA PELA ODEBRECHT AO PT

Sábado, 17 de Junho, por Camila Matos às 13:29 – Atualizado às 14:53

PALOCCI ACUSA MANTEGA DE GERENCIAR CONTA DO PT COM A ODEBRECHT

A defesa de Antonio Palocci, ex-ministro dos governos Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff, relacionou o também ex-ministro Guido Mantega aos pagamentos ilegais da Odebrecht em conta na Suíça dos ex-marqueteiros do PT João Santana e Mônica Moura.

Essa atribuição a Mantega consta das alegações finais apresentadas à Justiça Federal em Curitiba, onde Palocci está preso desde setembro do ano passado na Lava Jato por ordem do juiz Sérgio Moro. A defesa também pede a absolvição.

A defesa de Palocci não cita nominalmente Mantega. Porém, os advogados de Palocci destacam trechos do depoimento de Marcelo Odebrecht que atribuem a Mantega a gestão dos pagamentos ao PT após julho de 2011. “Importante ressaltar que os valores constantes da planilha ‘Italiano’ não eram destinados ao acusado mas, sim, ao Partido, de forma que, após Antonio Palocci deixar o governo, o montante passou a ser gerido por terceira pessoa, como resta claro do interrogatório de Marcelo Odebrecht.”

Essa terceira pessoa seria Mantega, sugerem as alegações finais da defesa. O documento aponta uma frase do depoimento de Marcelo que cita o nome de Mantega. “Quem autorizava os pagamentos era no início Palocci e depois, a partir de meados de 2011, o Guido.”

No governo Dilma, Palocci deixou o Ministério da Casa Civil em junho de 2011. O Estado não conseguiu entrar em contato com a defesa de Mantega para comentar as alegações dos advogados de Palocci.


Ministro Marco Aurélio rejeita pedido de Aécio sobre julgamento de prisão

Sábado, 17 de Junho, por Juliana Ribeiro

Senador afastado queria transferir decisão ao plenário do STF, mas análise permanece sob a responsabilidade da Primeira Turma

Foto: Lula Marques/ Agência PT
Foto: Lula Marques/ Agência PT

Relator do inquérito que investiga o senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG) no Supremo Tribunal Federal, o ministro Marco Aurélio Mello negou pedido para que a solicitação de prisão preventiva do tucano fosse julgada pelo plenário da Corte. Com isso, a decisão permanece a cargo da Primeira Turma.

Segundo informações do jornal O Globo, a tendência da Primeira Turma é de rejeitar o pedido de prisão, mas manter o afastamento de Aécio do Congresso. Requerimento do advogado Alberto Toron, defensor do tucano, pede o retorno do tucano ao exercício do mandato –o afastamento foi determinado, em maio, pelo ministro Edson Fachin, relator da Operação Lava Jato. O julgamento no STF está previsto para a próxima terça-feira (20).


Joesley diz que Temer era ‘o chefe da orcrim’ e superior de Cunha; Geddel era mensageiro

Sábado, 17 de Junho, por Camila Matos via Revista Epoca /Foto: Reprodução/ Facebook

“O Temer é o chefe da Orcrim da Câmara. Temer, Eduardo, Geddel, Henrique, Padilha e Moreira. É o grupo deles. Quem não está preso está hoje no Planalto”, declara o milionário

Temer/Joesley (Foto: Blog do Magno

O empresário Joesley Batista, um dos donos da JBS e delator na Operação Lava-Jato, declarou, em entrevista à revista Época, que o presidente Michel Temer (PMDB) lidera “a maior e mais perigosa organização criminosa” do Brasil.

“O Temer é o chefe da Orcrim da Câmara. Temer, Eduardo, Geddel, Henrique, Padilha e Moreira. É o grupo deles. Quem não está preso está hoje no Planalto”, disse o milionário. Joesley contou, ainda,  que se aproximou do peemedebista “em 2009, 2010”, por meio do ex-ministro Wagner Rossi, e desde então manteve uma “relação institucional” com o presidente.

“Acho que ele me via como um empresário que poderia financiar as campanhas dele — e fazer esquemas que renderiam propina. Toda vida tive total acesso a ele. Ele por vezes me ligava para conversar, me chamava, eu ia lá”, contou o delator à publicação.

O primeiro pedido de dinheiro, segundo Joesley, foi feito em 2010, e dizia respeito ao pagamento de um aluguel de escritório na Praça Pan-Americana, em São Paulo e à campanha de Gabriel Chalita à prefeitura paulista em 2012.

O empresário relatou que, depois disso, o presidente pediu R$ 300 mil para fazer campanha na internet sobre sua imagem antes do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT).

“O Temer não tem muita cerimônia para tratar desse assunto. Não é um cara cerimonioso com dinheiro”, declarou.


Milagres: Motoristas são sequestrados em roubo de carretas; PRF recupera veículos

Sexta, 16 de Junho por Juliana Ribeiro /Foto: Divulgação / PRF-BA

Três carretas roubadas com carga avaliada em mais de R$ 2 milhões foram recuperadas nesta quinta-feira (15) em um trecho da BR-116 de Milagres, no Vale do Jiquiriçá. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF-BA), os três motoristas das carretas haviam sido sequestrados e deixados na cidade de Teodoro Sampaio, na noite de quarta-feira (14), por volta de 19h30. Ao serem resgatados, os condutores contaram que foram abordados por 12 assaltantes. Os agentes chegaram até os veículos roubados por volta das 12h, no km 554, da BR-116. Uma denúncia levou os PRFs à busca, encontrando as carretas em dois lugares diferentes. As cargas ainda estavam intactas. Apenas os veículos tinham sofrido danos no painel. Ainda segundo a PRF, Os bandidos estavam em uma carreta atrelada a um baú branco e em uma caminhonete GM/Blazer prata. A PRF acredita que a carga roubada seria estocada no caminhão baú, mas a intenção foi frustrada pelos agentes. Após o resgate, a carga foi levada até a delegacia de Milagres.


MPF denuncia Ubaldino e Angela Sousa por desvio de R$ 43 mi

Sexta, 16 de Junho por Juliana Ribeiro /(Foto: Reprodução/Facebook)

A denúncia é um desdobramento da Operação Águia de Haia da Polícia Federal, que investiga desvio de verbas públicas do Fundeb

Carlos Ubaldino de Santana

O Ministério Público Federal (MPF) denunciou, nesta sexta-feira (16), os deputados estaduais baianos Carlos Ubaldino de Santana (PSD) e Angela Maria Correa de Sousa (PSD), por danos ao município de Ruy Barbosa, na Chapada Diamantina, em 2015. Além da dupla, o então prefeito da cidade, José Bonifácio Marques Dourado (PT), o empresário Kells Belarmino mais nove pessoas são investigadas por integrar uma suposta organização criminosa.

A denúncia é um desdobramento da Operação Águia de Haia da Polícia Federal, que investiga desvio de verbas públicas do Fundo de Manutenção da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais de Educação (Fundeb) em aproximadamente 20 municípios baianos. Segundo o MPF, em seis anos, a quadrilha realizou contratações desnecessárias e superfaturadas no valor superior a R$ 43,1 milhões.

Ainda de acordo com a procuradoria, os recursos do Fundeb que sobravam das contratações superfaturadas eram divididos entre os integrantes do grupo e também utilizados para o pagamento sistemático de propinas a prefeitos e servidores públicos municipais envolvidos no esquema.

O MPF pede a reparação por danos morais coletivos no valor mínimo de R$ 10 milhões, a ser pago solidariamente por todos os denunciados. A denúncia aguarda recebimento pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1).


Bahia empata com Coritiba e arranca primeiro ponto fora de casa

Quinta feira, 15 de Junho por Juliana Ribeiro //Foto: Divulgação/Coritiba

Com o placar, o Tricolor subiu para a sexta posição do Campeonato Brasileiro, porém pode cair uma casa na tabela ao fim da rodada

O Bahia conseguiu conquistar o seu primeiro ponto fora de casa após empatar com o Coritiba por 0 a 0, na tarde desta quinta-feira (15), no Estádio Couto Pereira, em Curitiba (PR). Com o placar, o Tricolor subiu para a sexta posição do Campeonato Brasileiro, com 10 pontos. No entanto, o time do técnico Jorginho ainda pode cair uma casa na tabela com o fim da rodada.


MPF investiga propina para Geddel em obra de transposição

Quinta feira, junho 15 por Juliana Ribeiro / Foto: Valter Campanato/ Agência Brasil

A Odebrecht teria pago propina a Geddel quando ele foi ministro da Integração Nacional do governo Lula (2007-2010)

O Ministério Público Federal (MPF), no Ceará, pediu à Justiça a abertura de inquérito para apurar denúncias de corrupção relacionadas à construção do Adutor Castanhão, sistema de transposição de água para Fortaleza. O pedido, feito nesta terça-feira (13), é baseado em delações de ex-executivos da Odebrecht, no âmbito da Lava Jato, que disseram que o ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB), recebeu propina no esquema.

Segundo os relatos, um cartel foi formado pelas empreiteiras Andrade Gutierrez e Queiroz Galvão, em 2005, para fraudar a licitação e o contrato das obras com a Secretaria de Recursos Hídricos do Ceará.

A Odebrecht teria pago propina a Geddel, então ministro da Integração Nacional do governo Lula (2007-2010), para ex-governador do Ceará, Lúcio Alcântara (PR), e  para o ex-secretário de Recursos Hídricos do Ceará, Edinardo Ximenes Rodrigues.

As suspeitas contra Geddel serão apuradas pela Procuradoria da República, no Distrito Federal. Conforme matéria do jornal Estado de São Paulo, a defesa de Geddel só vai se manifestar quando o processo chegar à Procuradoria.


Mortos no incêndio em prédio de Londres já são 17

Quinta feira, junho 15 por Juliana Ribeiro //Foto: Reuters

Autoridades admitem que esse número pode subir: pelo menos 24 moradores do edifício continuam desaparecidos

Em comunicado nesta quinta-feira (15), as autoridades britânicas informam ter subido para 17 o número de mortos  durante incêndio em prédio londrino Mas não são números finais: há a expectativa de que as buscas resultem na descoberta de outras vítimas.

O total de desaparecidos não foi ainda confirmado pela polícia, mas uma lista com pelo menos 24 nomes circula entre parentes e amigos dos moradores do prédio que ainda não foram localizados. Para a polícia, a tragédia não apresenta indícios de ação terrorista, embora as causas ainda não tenham sido determinadas. O Reino Unido foi alvo de três atentados desde março, totalizando 35 mortos.

As últimas chamas do incêndio foram apagadas na manhã desta quinta-feira e os bombeiros trabalham agora na estabilização da estrutura do prédio para dar andamento às buscas. A “bravura dos bombeiros e outros serviços de emergência que arriscaram suas vidas para salvar outras pessoas” foi destacada pela rainha Elizabeth II.

Construído em 1974 e reformado no ano passado, o edifício Grenfell Tower abrigava 120 apartamentos em 24 andares e contava com apenas uma escadaria. O prédio fica na área norte de Kensington, junto a Notting Hill, região rica de Londres. Com informações da Folhapress.


Senado aprova projeto que facilita acesso do produtor rural ao créditom

Quinta feira, junho 15 por Juliana Ribeiro via Agência Senado

A intenção é ampliar e tornar mais simples e ágil o acesso do produtor rural ao crédito.

O plenário do Senado aprovou , nesta quarta (14/06),Projeto de Lei (PL) 212/15, originário da Câmara, que autoriza o proprietário de imóvel rural a submeter a área total ou fração de seu imóvel ao regime de afetação e instituir a Célula Imobiliária Rural (CIR). O regime de afetação permite que o produtor rural separe uma parte do imóvel para dar como garantia ao pedir um empréstimo. Desta forma, ele não compromete toda a propriedade e separa uma fração que tenha valor equivalente ao da negociação. A CIR é um título de crédito criado pela proposta que pode ser negociado na bolsa de valores. A intenção é ampliar e tornar mais simples e ágil o acesso do produtor rural ao crédito. O texto volta à Câmara dos Deputados, já que foi alterado por emendas do relator Ronaldo Caiado (DEM-GO). O projeto também prevê que ficará sujeito à condenação, por crime de estelionato, o produtor rural que mentir sobre a área do imóvel rural ou suas características, instalações e acessórios, lançados como patrimônio de afetação. A mesma punição será aplicada a quem omitir, na CIR, que o bem está sujeito a outro ônus ou responsabilidade de qualquer espécie, inclusive de natureza fiscal e ambiental. *Com informações da Agência Senado