Fato: Avião cai em zona residencial da Indonésia e pelo menos 40 pessoas morrem

Avião cai em zona residencial da Indonésia e pelo menos 40 pessoas morrem

Foto: Reprodução / Twitter / First Post
Pelo menos 40 pessoas morreram e duas ficaram feridas quando um avião de transporte do Exército da Indonésia caiu em uma zona residencial da cidade de Medan, em Sumatra, alguns minutos após decolar. O governador de Sumatra do Norte, Gatot Pujonugroho, estima que viajavam “mais de 50 pessoas no avião”. Inicialmente, havia informações de apenas 12 militares: três pilotos, um mecânico e oito técnicos, segundo o órgão de comunicação local Detik, de acordo com a agência espanhola EFE. Operações de socorro estão sendo feitas no local do acidente, segundo a agência France Presse (AFP). “Chegaram 20 corpos ao hospital”, disse à AFP a porta-voz da instituição, Adam Malik, na cidade de Medan. Ele admitiu que podem existir mais mortos. Outras fontes citadas pelas agências internacionais dizem que o aparelho caiu sobre uma área residencial.

Relator da maioridade penal diz que está cansado de militantes ‘agressivos’ do PT

Relator da maioridade penal diz que está cansado de militantes ‘agressivos’ do PT

Foto: Gabriela Korossy / Câmara dos Deputados
O deputado federal Laerte Bessa (PR-DF), relator da proposta de emenda constitucional (PEC) que reduz a maioridade penal de 18 anos para 16 anos está “cansado” dos “petistas” que usam a “desculpa da falta de presídios” para derrubá-la. “Até ser votado na Câmara, no Senado e ser sancionado, os estados darão um jeito de arrumar esses presídios”, disse, de acordo com a Coluna Expresso, da revista Época. Bessa afirma que, se aprovado, o projeto reduzirá a criminalidade em torno de 20% e espera muita gritaria contra o projeto que relata. “Eles são agressivos. São esquerdistas. São do PT”. Bessa diz que orientou o pessoal que o procurou e é favorável ao projeto da redução da maioridade penal a pegar senhas e entrar na galeria da Câmara dos Deputados.

IRAJUBA BA – NOTA DE ESCLARECIMENTO.

Foto Aquivo

CSENNA                                                                                      Csenna

Prezados senhores, amigos (as) internautas. Conforme lançamento da enquete com alguns nomes dos supostos pre Candidatos a Prefeito nas eleições de 2016 em nosso município de Irajuba Bahia, visto que a mesma esta Publicada no http://blogcafenobule.com.br/, Sendo assim Venho por meio deste informar a todos que é de minha inteira responsabilidade e acima de tudo credibilidade quanto aos dados apurados pelo sistema da enquete, onde a mesma foi desenvolvida por técnicos da área de Informatica  o qual foi contratado por mim, Diretor do Blog. Porem fica determinado que a data final para a  apuração da ENQUETE SERÁ NO DIA 05 DE JULHO DE 2015 , Desde já agradeço o apoio, compreensão e colaboração de todos,


UTC/ Constran: empreiteira teve R$ 6,2 mi em contratos com governo da BA em 4 anos

                                                 Foto: Max Haack / Ag. Haackgov-wagner-aRelação de Wagner com Pessoa preocupava Planalto

Com doações de R$ 5 milhões para os dois candidatos mais bem pontuados nas pesquisas eleitorais para o governo da Bahia em 2010 e 2014, a UTC/ Constran teve R$ 6,2 milhões em contratos com o executivo baiano no mesmo período. As doações de campanha, agora sob a polêmica da delação premiada do empresário Ricardo Pessoa, dentro da Operação Lava Jato, foram registradas no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para o então candidato à reeleição em 2010, Jaques Wagner (PT), R$ 2,4 milhões, e para Paulo Souto (DEM), R$ 300 mil. Em 2014, também de acordo com o TSE, os valores foram mais altos para o democrata, R$ 800 mil, e menos generosos para o candidato eleito, Rui Costa (PT), R$ 1,5 milhão, comparado com o padrinho político Jaques Wagner. As relações entre Wagner e Pessoa preocupavam o Palácio do Planalto, que temia a presença do ministro da Defesa na delação premiada do sócio-presidente da UTC/ Constran. Dados disponíveis na Transparência Bahia apontam que a empresa de Pessoa teve melhoradas as participações nos contratos com o governo baiano desde 2010. De acordo com o Senha Aberta, do governo baiano, houve uma evolução da presença da Constran em obras estatais: enquanto não há registro de contrato em 2010, em 2014 a empresa recebeu R$ 5,4 milhões em oito pagamentos, de requalificação de equipamento cultural e construção de ponte. De 2011 a 2013, os valores evoluíram gradativamente: R$ 32 mil em 2011, R$ 289 mil em 2012 e R$ 470 mil em 2013. O sistema do TSE referente a prestação de contas de campanha de 2006 não estava disponível para a consulta. Durante a gestão do atual governador, Rui Costa, ainda não há registro de pagamentos para UTC/ Constran.


Prefeito Acm Neto, reforça pedido para liberação de recursos federais

Foto: Divulgação

ACM NETO 2018                                                                                      Prefeito ACM Neto

O prefeito ACM Neto solicitou novamente hoje (29) agilidade na liberação dos recursos do governo federal para as ações emergenciais a serem realizadas em Salvador por conta das fortes chuvas que caem na cidade desde abril. “Até agora, cada centavo do que foi colocado para dar assistência às famílias, fazer os reparos na cidade e garantir a normalidade do funcionamento da cidade é dinheiro da Prefeitura. Somente a Seman (Secretaria de Manutenção) gastou, nos últimos três meses, quase R$40 milhões na recuperação de Salvador. O que tivemos até agora foram promessas e mais promessas. Realização, execução e liberação de recursos nada. Então aproveito aqui para fazer esse apelo ao governo federal que muito prometeu e até agora nada fez”, salientou o prefeito. O gestor também salientou que a Prefeitura tem assumido a responsabilidade de outras instâncias, no intuito de minimizar o mais breve possível os prejuízos à população. “Passei no sábado à tarde pelo Vale do Canela e vejo um quadrado enorme da Embasa no meio da pista e a empresa não sinalizou e nem asfaltou, podendo causar um acidente grave. Diante disso, não tem como não mandar imediatamente a Prefeitura ir lá e resolver o que a Embasa deveria ter feito e não está fazendo. Então chamo a atenção da cidade, porque felizmente hoje a Prefeitura pode inclusive assumir responsabilidades que não são suas, para deixar que a cidade funcione normalmente”, finalizou.


Parlamentares querem “explicações” de Lula sobre críticas ao

Foto: AFP

LULA PT                                                             Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva

Integrantes da bancada de deputados petistas que se encontrarão com Luiz Inácio Lula da Silva nesta noite em Brasília esperam ouvir do ex-presidente explicações sobre suas recentes críticas ao partido. Na semana passada, Lula disse que tanto ele quanto a presidente Dilma Rousseff estavam “no volume morto” e o PT, “abaixo do volume morto”. Lula disse ainda que o partido precisava se reinventar e que “só pensava em cargos”. O deputado Paulo Pimenta (RS) criticou o fato de a fala de Lula não ter sido feita durante o Congresso do partido no início do mês, em Salvador. “Isso poderia ter ajudado o Congresso inclusive a tomar decisões”, afirmou, ressaltando que é preciso “entender de que maneira o Lula entende que deve ser feita essa discussão”. “Se ele tivesse falado uma semana antes, a posição dele teria sido importante.” Além de entender melhor as críticas do ex-presidente, Pimenta disse que os deputados pretendem mostrar a insatisfação com a falta de diálogo com a presidente Dilma. “Ele vai nos ouvir também. É uma oportunidade dele falar de uma maneira mais detalhada para nós coisas que ele tem dito pela imprensa, já teve reunião com religiosos no Instituto Lula”, afirmou. “É importante conversar com a bancada. E a presidente Dilma deveria ter atitude semelhante. A bancada precisa conversar mais com a presidente”, completou. O líder da bancada, Siba Machado (AC), afirmou que, além de qualquer crítica, é preciso fazer um “acerto coletivo” para afinar o discurso dos petistas. “O PT não sai disso sozinho, o governo não sai disso sozinho, ninguém sai sozinho, sai junto”, afirmou. “Esperamos daqui é que a gente acerte bem o discurso e a ação, porque ele é um mobilizador nato. Estamos pedindo uma agenda para rodar o Brasil. Está na hora de construir essa agenda”, completou. O deputado Vicente Cândido (SP) disse que não acredita que o ex-presidente deva amenizar o tom das críticas e afirmou concordar com a avaliação de Lula. “Não dá para tirar razão dele. Não acho que tenha que retirar as críticas, até porque elas são verdadeiras”, afirmou. Segundo Cândido, o PT precisa agora encaixar essas críticas aos procedimentos do partido. A bancada petista está reunida no início da noite desta segunda-feira, 29. A expectativa é que o ex-presidente chegue por volta das 19h30. Hoje à tarde, Lula esteve com o ex-marqueteiro da campanha de Dilma, João Santana, para acertar detalhes do programa partidário do PT que vai ao ar em agosto.

Estadão Conteúdo


Dilma nega irregularidades em campanha e diz que não respeita Ricardo Pessoa

Foto: Reprodução/ Agência Brasil
DILMA Presidente                                                                   Presidente Dilma Rousseff (PT)

Em Nova York desde o sábado (27) em busca de investimentos para o Brasil, a presidente Dilma Rousseff (PT) negou irregularidades em sua campanha eleitoral e disse não respeitar delatores. De acordo com informaçõs divulgadas pela imprensa, o dono da UTC, Ricardo Pessoa, afirmou em delação premiada na Operação Lava Jato que deu dinheiro à campanha da petista. Dilma afirmou que todos os recursos arrecadados por sua campanha foram legais e registrados, e que não aceita que insinuem qualquer irregularidade contra ela ou sua campanha eleitoral. Em depoimento de delação premiada, Ricardo Pessoa disse ter repassado R$ 3,6 milhões de caida dois para o ex-tesoureiro da campanha da presidente Dilma em 2010, José de Filippi, e para o ex-tesoureiro nacional do PT, João Vaccari Neto, entre 2010 e 2014. O delator entregou à Procuradoria-Geral da República uma planilha intitulada “Pagamentos de caixa dois ao PT”, na qual lista repasse de R$ 250 mil à campanha do atual ministro Aloizio Mercadante (Casa Civil) ao governo de São Paulo, em 2010. O empresário ainda acusa o minsitro Edinho Silva, atualmente na Secretaria de Comunicação Social, de tê-lo pressionado para doar R$ 7,5 milhões à campanha de Dilma em 2014, sob risco de perder contratos na Petrobras, segundo a Veja. Os dois ministros negam as acusações e dizem que as doações foram ilegais, de acordo com Uol.


Moro autoriza ida de presos na Lava Jato a Brasília para acareações

LAVA JATO
Foto: BNDES/ Agência Brasil/ Agência Câmera
O juiz federal Sérgio Moro, responsável pelos presos da Operação Lava Jato em primeira instância, autorizou que eles participem de audiências na CPI da Petrobras no Congresso Nacional, em Brasília. Na ocasião, serão realizadas acareações entre envolvidos no esquema. O ex-diretor de Serviços da Petrobras, Renato Duque; o ex-tesoureiro do PT, João Vaccari Neto; e o doleiro Alberto Youssef poderão participar das audiências da CPI, de acordo com o G1. As sessões ocorrerão em julho e agosto. No dia 8 de julho, o ex-gerente de Serviços da Petrobras, Pedro José Barusco, réu colaborador que não chegou a ser preso, e Duque serão acareados. Vaccari deve passar pela acareação no dia seguinte. A acareação de Youssef e do ex-diretor de Abastecimento da estatal, Paulo Roberto Costa, que cumpre prisão domiciliar no Rio de Janeiro, será em 6 de agosto. A decisão de Moro foi tomada na última sexta-feira (26), mas divulgada apenas nesta segunda (29). Os participantes das acareações são réus em processos originados na Operação Lava Jato. Rep Bn

Oposição apresenta quatro emendas a projeto da LDO de 2016

Foto Divulgação

DEP SANDRO REGIS                                                                       Dep Sandro Régis (DEM)

A bancada de oposição na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) apresentou quatro bancadas ao projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) referente ao exercício de 2016. A previsão é de que o texto seja votado nesta terça-feira (30). Para o líder da oposição, Sandro Régis (DEM), as emendas “refletem o anseio da sociedade baiana e buscam proteger e fortalecer setores importantes e prioritários como o da saúde, da segurança e o da educação”. Entre as emendas, está a que autoriza o Executivo a aplicar um percentual mínimo de 7% da Receita Corrente Líquida (RCL) nas despesas com manutenção e desenvolvimento das universidades estaduais. “Trata-se de uma antiga reivindicação do movimento docente das Universidades da Bahia, que vem lutando desde 2012 para ampliar o volume de recursos e minimizar a precariedade que afeta essas instituições de ensino”, disse Régis, que acrescentou que entre 2007 a 2014, o percentual aplicado não ultrapassou 5% da RCL. Outra emenda estabelece que as empresas nas quais o governo detêm a maior parte do capital social e que recebem recursos do Tesouro Estadual, como Embasa, Bahiagás, Ebal, Desenbahia, Prodeb e EGBA, divulguem mensalmente pela internet as informações relativas à execução das despesas do orçamento de investimento. “O governo não está respeitando a Lei da Transparência e de acesso à informação”, destacou o democrata. Segundo Régis, essas empresas não registram a sua execução orçamentária no FIPLAN e também oferecem essas informações em site próprio na internet. Há também emenda estabelecendo que os recursos aplicados no grupo de investimentos das funções de segurança, saúde e educação não devem ser inferiores ao percentual de 1% da RCL. O parlamentar argumenta que, nos últimos anos, os recursos aplicados nessas áreas têm sido inferiores a recursos aplicados pelo governo em publicidade e propaganda, o que levou a oposição a propor emenda dispondo que as despesas com publicidade institucional sejam limitadas a um percentual máximo de 0,5% da RCL.