Eleições 2018:Candidatos à Presidência da República esboçam primeiras propostas durante debate na Band

Sexta-feira, 10 de Agosto,,por Csenna via Folha de Sp

Em um debate pulverizado, oito dos 13 presidenciáveis anunciaram suas propostas, nesta quinta-feira (9), na TV Bandeirantes, na largada dos embates até as eleições de outubro. Participaram Álvaro Dias (Podemos), Cabo Daciolo (Patriota), Ciro Gomes (PDT), Geraldo Alckmin (PSDB), Guilherme Boulos (PSOL), Henrique Meirelles (MDB), Jair Bolsonaro (PSL) e Marina Silva (Rede). O candidato do PT, Luiz Inácio Lula da Silva, preso em Curitiba, foi impedido de comparecer. O programa foi mediado pelo jornalista Ricardo Boechat. Baseado em critério legal, todos os candidatos com coligações com mais de cinco congressistas têm direito de participar.

Na primeira rodada de perguntas, os candidatos patinaram em responder de forma objetiva sobre medidas para superar a crise, gerar emprego e renda, mas de maneira geral sinalizaram a urgência em novas arrumações no modelo econômico do país. Já no segundo bloco, o ponto alto foi um questionamento feito por jornalistas sobre aborto que gerou confronto direto entre Boulos e Marina Silva. ”Não somos a favor do aborto, somos a favor que as mulheres tenham direito de decidir […] no nosso governo o aborto não vai ser tema do Código Penal, vai ser do SUS, é questão de saúde pública”. Marina, por vez, considerou que o tema é ”complexo” e que manteria o que está previsto atualmente em lei, podendo realizar plebiscito caso haja pleito no sentido de ampliar a legislação da matéria. A partir do terceiro bloco, com nova rodada de embates diretos, os candidatos trouxeram à tona questões mais pontuais, como a operação Lava Jato, que passaria a ser institucionalizada conforme proposta de Álvaro Dias. ”Uma tropa de elite contra a corrupção”, resumiu, ao citar que convidaria o juiz federal Sérgio Moro para ser ministro da Justiça.

Questionado por Meireles sobre posicionamento editorial do PSDB que tratou o Bolsa Família como ”populismo rasteiro” Geraldo Alckmin prometeu ”ampliar” o alcance do programa. Meireles, por sua vez, foi apontado por Guilherme Boulos como ”candidato de Temer” e expandiu o ataque a outros adversários. ”Aqui tem 50 tons de Temer”. ”Eu sou o candidato do emprego, da renda e do crescimento”, rebateu o postulante do MDB, acentuando que não trabalhou para Lula, nem para Temer, mas ”trabalhou para o Brasil”. Em tréplica, Boulos sustentou que Meireles é banqueiro e que milita por interesses diferentes dos da maioria da população. ”É raposa cuidando do galinheiro”.

Já Ciro Gomes, anunciou que, se eleito, ajudará os brasileiros endividados a ficarem com o nome limpo. Quando o tema em debate foi corrupção de agentes políticos em cargos públicos, o candidato Geraldo Alckmin disse que, em seu eventual governo, vai ”escolher os melhores quadros da sociedade, não precisa ser de partido”. Ele declarou ainda que as ”agências reguladoras ficarão a mil quilômetros de partidos políticos”. ”A forma como se ganha determina a forma como se governa”, ponderou Marina ao criticar a composição de Alckmin com partidos do grupo que ficou como Centrão, tornando, segundo ela, frágil a promessa do tucano.

 

 


Tiro seu nome do SPC’ diz Ciro e é chamado de ‘milagre’ por Bolsonaro

Sexta feira,10 de agosto  por Juliana Fonseca

O capitão da reserva ironizou o pedetista e bem ao modo “Rolando Lero” devolveu o questionamento feito pelo ex-ministro: “como você vai fazer para tirar esse pessoal do SPC?”

Foto: Reprodução/ TV Band
Foto: Reprodução/ TV Band

No primeiro debate dos presidenciáveis, promovido nesta quinta-feira (9) pela Band, o ex-ministro Ciro Gomes (PDT) compartilhou o plano de ajudar, segundo ele, os mais de 63 milhões de brasileiros que estão com o nome sujo no Serviço de Proteção ao Crédito (SPC), o que despertou a curiosidade do deputado federal Jair Bolsonaro (PSL).

“Eu vou perguntar ao meu estimado colega de Câmara […] Como o senhor ajudaria a enfrentar esse problema?”, questionou o pedetista para a surpresa do capitão da reserva.

Bolsonaro ironizou os planos de Ciro Gomes, que não entrou em detalhes sobre como conseguiria tal feito, e bem ao modo “Rolando Lero” (famoso personagem do humorista Rogério Cardoso na Escolinha do Professor Raimundo, de Chico Anysio) devolveu a pergunta: “Eu quero saber, te respondo a pergunta aqui, como você vai fazer para tirar esse pessoal do SPC? […] Deus te ajude, eu não tenho como fazer isso de forma assim tão simplista como você propõe”.

“É uma conta bilionária. Realmente, se o Ciro conseguir fazer isso aí… você vai ser um santo, Ciro!”, concluiu o candidato do PS

Fonte: Reprodução Bahia.Ba

Ministério Público aciona prefeito por prática de nepotismo

Quita feira,08 de Agosto em reprodução via Bahia.ba

Uma ação por ato de improbidade administrativa foi protocolada contra Temóteo Alves de Brito; promotor também pediu suspensão de nomeação de servidores

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

O prefeito de Teixeira de Freitas Temóteo Alves de Brito foi acionado pelo Ministério Público-alvo do Estado da Bahia por ter praticado nepotismo.

O promotor de Justiça George Elias Pereira, autor da ação por ato de improbidade administrativa, pede que a Justiça conceda medida liminar para que sejam suspensas as nomeações de nove servidores que possuem parentesco com agentes públicos no município.

São eles: Luciana Strauch Fonseca, esposa do procurador-geral do Município; o secretário municipal de Finanças Paulo Sérgio Brito Saliba, sobrinho do prefeito, e sua esposa Simone Wildemberg; Elina Grasielle Souza, esposa do vereador Arnaldo Ribeiro Júnior; Ronaldo Cordeiro Filho, filho do vereador Ronaldo Alves Cordeiro; Bruno Barbosa, filho do vereador Agnaldo Teixeira; Daniella Afonso, filha do vereador Valci Vieira; Sônia Maria Coelho, cunhada do prefeito; e Nadja Hollanda, esposa do procurador adjunto Ivan Hollanda Farias.

Ainda de acordo com o promotor, as nomeações praticadas pelo prefeito afrontam a Constituição Federal, a Súmula Vinculante nº 13 do Supremo Tribunal Federal e a Lei Municipal nº 363/2005.

Ele explica na ação que o Ministério Público tentou solucionar a questão de forma extrajudicial, por meio de recomendação, proposta de Termo de Ajustamento de Conduta e três reuniões com procuradores do Município, mas o prefeito Temoteo Alves de Brito não acatou as proposições, “deixando bastante evidente a sua deliberada intenção em não apenas manter a ilegalidade das nomeações, mas continuar com o desenvolvimento reiterado da prática ilícita”.

O MP requer na ação que seja declarada a nulidade de todos os decretos e atos administrativos dos servidores nomeados ilegalmente; que não haja novas nomeações para cargos ou funções públicas de pessoas cônjugues, companheiros ou parentes, consanguíneos ou afins, até o terceiro grau, do prefeito, vice-prefeito, secretários municipais, vereadores ou qualquer agente público investido em cargo ou função pública; a devolução dos valores pagos aos mencionados servidores; e que o prefeito seja condenado por ato de improbidade administrativa.



Salvador é terceira capital mais violenta do país

Quinta, 09 de Agosto por Lucas Arraz BN

Salvador é a terceira capital do país com mais mortes violentas, diz fórum de segurança

Foto: Divulgação / Polícia Civil

Ao levar em conta as aproximadamente 1.500 vítimas fatais de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI) ou decorrentes de intervenção policial em 2017, Salvador é terceira capital mais violenta do país. De acordo com o Anuário de Segurança Pública de 2018, a capital baiana teve, ainda em 2017, 1.325 vítimas de homicídios com intenção de matar, 26 de roubo seguido de morte e 12 de lesões corporais seguida de morte. Com relação a ação da polícia foram 131 mortes decorrentes de intervenção policial em serviço ou fora dele. 

Em relação a 2016, a população da capital assistiu a uma manutenção dos casos de Mortes Violentas Intencionais, que compreendem todos os tipos de mortes citadas. O estudo registrou 1% de aumento em Salvador de 2016 para 2017. Ao todo, a capital concentraria 21% das mortes por crimes violentos da Bahia, que aparece em primeiro lugar no ranking com mais número de casos (veja aqui e aqui). 

Em terceiro, Salvador fica na frente, a nível de segurança, do Rio de Janeiro, que registrou 2.131 Mortes Violentas Intencionais (MVI) em 2017 e Fortaleza com 2.031 casos.


Partidos deixam deputados estaduais à míngua; Na Bahia, só PP vai liberar grana

Quinta-feira, 09 de Agosto //Foto: Mateus Pereira/Gov-Ba/Arquivo

João Leão, o “Bonitão”, foi o único dirigente de partido na Bahia a dar uma força aos deputados estaduais de seu partido

Preocupadas basicamente em eleger bancadas à Câmara dos Deputados, as cúpulas partidárias simplesmente esqueceram de destinar recursos do fundo partidário para os candidatos a deputado estadual. Na Bahia, só se tem conhecimento de um partido, entre todos que disputarão estas eleições no Estado, que resolveu destinar algum dinheiro do fundo partidário para os deputados estaduais e, ainda assim, depois de muita briga. Trata-se do PP, do vice-governador João Leão, o “Bonitão”, que deu um forcinha para que os parlamentares não ficassem à míngua.


Brasil Eleições 2018-Band transmite 1º debate com presidenciáveis da campanha nesta quinta

Quinta, 09 de Agosto de 2018 – 16:20

Band transmite 1º debate com presidenciáveis da campanha nesta quinta

Foto: Reprodução / TV Bandeirantes

O primeiro debate com os presidenciáveis da campanha eleitoral será transmitido pela TV Bandeirantes, nesta quinta-feira (9), às 22h. De acordo com o BR18, do jornal Estado de S.Paulo, a emissora confirmou a presença de oito candidatos, do total de 13, todos amparados por coligações com no mínimo cinco parlamentares, obrigados a participar do programa, de acordo com a legislação eleitoral.

Com debate mediado pelo jornalista Ricardo Boechat, os candidatos Álvaro Dias (Podemos), Cabo Daciolo (Patriota), Ciro Gomes (PDT), Geraldo Alckmin (PSDB), Guilherme Boulos (PSOL), Henrique Meirelles (MDB), Jair Bolsonaro (PSL) e Marina Silva (Rede) estarão presentes.

Preso em Curitiba, Luiz Inácio Lula da Silva (PT) não deverá participar. A rede de televisão não aceitou a sua substituição pelo vice da chapa, o ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT) e por isso a cadeira destinada ao ex-presidente ficará vazia.


Eleiçoes 2018Alckmin escolhe ACM Neto para coordenar campanha do centrão

Quinta, 09 de Agosto , Foto: Divulgação / DEM

O candidato à Presidência da República pelo PSDB, Geraldo Alckmin, registrou o prefeito de Salvador, ACM Neto, (DEM) como o coordenador de sua coligação no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), segundo a coluna Painel do jornal Folha de S.Paulo. Em julho, o presidente nacional do DEM teria r ecusado o convite para ocupar o posto na corrida eleitoral (veja aqui).A coligação de Alckmin com o centrão, formada do por PSDB, D

EM, PP, SD, PRB e PR terá direito a receber praticamente a metade de todo o montante do fundo eleitoral. Do R$ 1,7 bilhão destinado aos partidos para a campanha, a aliança ficaria com R$ 851 mil, o que equivale a 48% do total do montante.

 


STJ nega pedido de liberdade de Lula

Quinta feira 09 de agosto, por redação Bcb

O ministro Felix Fischer, relator da Operação Lava Jato na corte, levou recurso do petista em mesa, ou seja, diretamente aos colegas da Quinta Turma, na semana passada

Foto: Nelson Almeida/AFP
Foto: Nelson Almeida/AFP

O Supremo Tribunal de Justiça (STJ) negou um pedido de liberdade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Segundo a coluna Painel, do jornal Folha de São Paulo, o ministro Felix Fischer, relator da Operação Lava Jato na corte, levou recurso do petista em mesa, ou seja, diretamente aos colegas da Quinta Turma, na semana passada.

De acordo com a publicação, o pedido era idêntico ao que tramitava no Supremo Tribunal Federal (STF): tentava suspender os efeitos da condenação no caso do tríplex. Os colegas de Fischer, por unanimidade, rejeitaram a tese. A decisão foi tomada bem na volta do recesso, no dia 2.

A coluna destacou que, nem os advogados de Lula sabiam que o caso seria julgado. Consultados, outros ministros do STJ consideraram o trâmite incomum. Em casos de repercussão, explicam, o corriqueiro é o relator destacar o processo e incluí-lo na pauta. A defesa vai recorrer.


Deputado baiano usa verba pública em gráfica que não funciona há mais de um ano

Quinta feira , 09 de Agosto , por João Brandão / Bruno Luiz

Deputado baiano usa verba pública em gráfica que não funciona há mais de um ano

Deputado federal Roberto Britto (PP-BA) | Foto: Agência Câmara

O deputado federal Roberto Britto (PP-BA) tem gastado dinheiro público em uma gráfica que não existe há mais de um ano no endereço indicado na nota fiscal eletrônica, disponibilizado pela Câmara dos Deputados. Ele nega qualquer irregularidade e diz que os serviços foram prestados.

Conforme levantamento do Bahia Notícias, levando em consideração o tempo que a loja física está sem funcionar, o deputado gastou R$ 115 mil da cota parlamentar com boletins informativos de atividade parlamentar, de agosto do ano passado até agosto deste ano. 

Segundo o site da Câmara, o progressista baiano destinou para a empresa Jato Gráfica Rápida R$ 70 mil em dezembro de 2017 e outros R$ 45 mil em abril deste ano. As notas fiscais, portanto, foram emitidas após a desativação do estabelecimento.

Em uma das notas fiscais obtidas pelo BN, o endereço atribuído à gráfica é o condomínio Cine Centro São Francisco, no bairro da Asa Sul, em Brasília. A reportagem entrou em contato com a administração do local e conversou com uma funcionária. A resposta dada por ela é de que a empresa não funciona ali há mais de um ano. Ainda segundo ela, os sócios saíram sem deixar nenhum tipo de informação, como novos contatos e endereço. 

“Eles  saíram depois que um dos sócios morreu. Não deixaram endereço, não falaram nada”, relatou a funcionária. Atualmente, o espaço que abrigava a gráfica está disponível para aluguel, como mostram as fotos abaixo, feitas pelo Bahia Notícias:

(mais…)