Quando ministro do Trabalho, petista Jaques Wagner defendeu fim do 13º

Sábado 29 de Setembro por Juliana Ribeiro
 

O PT disse em nota ser “‘inacreditável que alguém se candidate a governar o país propondo massacrar ainda mais os trabalhadores” e que “o 13º é uma conquista histórica”.

Os petistas esqueceram que Jaques Wagner, quando ministro do Trabalho de Lula, sugeriu acabar com essa “conquista histórica” ao “flexibilizar direitos trabalhistas de micro e pequenas empresas”.

Segundo Wagner, seria uma forma de reduzir a informalidade (leia abaixo).

*Via O Antagonista / Foto: EBC


O Ministro Luiz Fux, do STF, concede liminar contra entrevista de Lula à Folha

Sábado,29 de Setembro por Juliana Ribeiro em política

O Ministro Luiz Fux, do STF, acaba de deferir liminar contra a decisão de Ricardo Lewandowski de permitir que o presidiário Lula desse entrevista à Folha de S.Paulo.

A ação foi movida pelo Partido Novo.Eis o trecho mais importante da decisão:

“Defiro a liminar, ad referendum do Plenário, com fulcro no art. 4º da Lei n.º 8.437/92, para suspender ex tunc os efeitos da decisão proferida nos autos da Reclamação n.º 32.035, até que o colegiado aprecie a matéria de forma definitiva. Por conseguinte, determino que o requerido Luiz Inácio Lula da Silva se abstenha de realizar entrevista ou declaração a qualquer meio de comunicação, seja a imprensa ou outro veículo destinado à transmissão de informação para o público em geral. Determino, ainda, caso qualquer entrevista ou declaração já tenha sido realizada por parte do aludido requerido, a proibição da divulgação do seu conteúdo por qualquer forma, sob pena da configuração de crime de desobediência (art. 536, § 3º, do novo Código de Processo Civil e art. 330 do Código Penal). Intimem-se com urgência, por meio eletrônico ou outro que garanta máxima celeridade, a 12ª Vara Federal de Curitiba, o Superintendente da Polícia Federal no Paraná, a Empresa Folha da Manhã S.A., Mônica Bergamo e o Tribunal Regional Federal da 4ª Região. Dê-se ciência à Procuradora-Geral da República. Publique-se. Intimem-se.”

*Via O Antagonista / Foto: Reprodução


Dólar fecha setembro com queda de 0,87%

Sábado,29 de DeteSete por Juliana Ribeiro

Entre as ações mais negociadas, a Petrobras registrou queda de -1,72% enquanto a Vale, segunda mais negociada, teve alta de 0,34%

Foto: Reprodução/Agência Brasil
Foto: Reprodução/Agência Brasil

A cotação dólar terminou esta sexta-feira (28) com pregão em alta de 1,07%, fechando a R$ 4,0371 para venda. No mês de setembro, a moeda norte-americana caiu 0,87% invertendo a tendência registrada em agosto, quando terminou o mês com alta acumulada de 8,46%.

O dólar registra no acumulado do ano uma valorização de 21,80%. O índice B3, da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), fechou o dia em baixa de 0,82%, com 79.342 pontos.

Entre as ações mais negociadas, a Petrobras registrou queda de -1,72% enquanto a Vale, segunda mais negociada, teve alta de 0,34%. O acumulado de setembro registra uma alta de 3,5%, com uma alta acumulada no ano de 3,85%.


Desde 89, líder das pesquisas de setembro sempre virou presidente

Sábado 29 de Setembro por Juliana Ribeiro em Política

Em todas as disputas presidenciais desde 1989, a primeira por voto direto após o regime militar, quem liderou as pesquisas do Datafolha até a uma semana do primeiro turno, tornou-se o presidente da República. O candidato do PSL, Jair Bolsonaro, lidera este ano com a menor margem no Datafolha (28%) desde Fernando Collor (25%) contra Lula (15%) e Brizola (14%), na eleição de novembro de 1989. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

FHC foi o único presidente eleito em 1º turno. Tinha às vésperas da eleição 47% contra 23% de Lula em 1994, e 45% a 22% em 1998.

O petista Lula tinha 45% contra 21% de José Serra antes de vencer a eleição de 2002 e 49% a 33% contra Geraldo Alckmin, em 2006.

Dilma tinha 40% antes da eleição de 2014, contra 27% de Marina Silva. Aécio Neves era 3º com 20%. Em 2010, 46% contra 28% de Alckmin.

Os dados se referem às pesquisas Datafolha divulgadas com até 8 dias de antecedência das sete eleições presidenciais, desde 1989.


Datafolha/TV Globo: Bolsonaro 28% continua na liderança, já Haddad continua com 22%

Sexta, 28 de Setembro por Juliana Ribeiro

Datafolha/TV Globo: Haddad cresce 6%, mas continua atrás de Bolsonaro

Foto Fernando Frazão/Agência Brasil

A mais nova pesquisa Datafolha, divulgada pela TV Globo, na noite desta sexta-feira (28), aponta o candidato do PSL a presidente da República, Jair Bolsonaro, com 28% das intenções de voto, seguido por 22% de Fernando Haddad (PT), que subiu 6% em comparação com o último levantamento do instituto. O terceiro colocado na pesquisa é Ciro Gomes (PDT), com 11%, seguido por Geraldo Alckmin (PSDB), com 10%.

A margem de erro máxima prevista é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos, considerando um nível de confiança de 95%. Datafolha ouviu 9072 eleitores no Brasil inteiro entre o sábado (22) e esta sexta-feira (28). O levantamento foi protocolado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o registro BR-08687/2018. Confira abaixo os percentuais de todos os candidatos:

Jair Bolsonaro (PSL): 28%
Fernando Haddad (PT): 22%
Ciro Gomes (PDT): 11%
Geraldo Alckmin (PSDB): 10%
Marina Silva (Rede): 5%
João Amoêdo (Novo): 3%
Henrique Meirelles (MDB): 2%
Alvaro Dias (Podemos): 2%
Cabo Daciolo (Patriota): 1%
Vera Lúcia (PSTU): 1%
Guilherme Boulos (PSOL): 1%
João Goulart Filho (PPL): 0%
Eymael (DC): 0%
Branco/nulos: 10%
Não sabe/não respondeu: 5%


Morro do Cristo com tirolesa é nova opção turística em Salvador

Tirolesa no entorno Morro do Cristo é inaugurada em Salvador

Foto: Divulgação

Quem passa pelo trecho de orla Barra/Ondina já conta com dois atrativos que ressalta ainda mais a beleza do local. Uma delas é o Monumento ao Cristo Nosso Senhor, que passou por requalificações da estátua e da área que envolve o monumento, promovidas pela Prefeitura. A outra é a tirolesa instalada no entorno, que foi inaugurada pelo prefeito ACM Neto em cerimônia realizada no fim da tarde desta sexta-feira (28).


BRASIL ‘Não aceito resultado diferente da minha eleição’, diz Bolsonaro

28 de setembro Foto: Reprodução

O apresentador José Luiz Datena entrevista o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL)

O presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) disse, em entrevista nesta sexta-feira 28, que não aceitará resultado das eleições diferente de sua vitória. A declaração foi dada após o jornalista José Luis Datena, da Band, perguntá-lo qual seria a reação das instituições militares em caso de vitória do candidato do PT, Fernando Haddad. “Sobre as instituições militares aceitarem o resultado, eu não posso falar pelos comandantes militares. Eu, pelo que eu vejo nas ruas, eu não aceito resultado das eleições diferente da minha eleição. Isso é um ponto de vista fechado”, disse o presidenciável em seu quarto Hospital Israelita Albert Einstein – Bolsonaro receber alta neste fim de semana. Questionado se esta opinião não seria antidemocrática, Bolsonaro negou e criticou os métodos utilizados nas eleições brasileiras. “É um sistema eleitoral que não existe em nenhum outro lugar do mundo. Eu apresentei um antídoto pra isso, mas a senhora Raquel Dodge (procuradora-geral da República) questionou o argumento”, disse. O presidenciável também comentou as falas do general Hamilton Mourão, o vice de sua chapa, que criticou o 13.º salário em uma palestra. Bolsonaro disse que já havia advertido para que Mourão evitasse falar em público para evitar “dor de cabeça”, mas que na terceira chamada teve que subir o tom. “Na terceira vez, falei: com todo respeito general, daqui pra frente, até as eleições, o senhor não fala mais nada”, disse. Bolsonaro afirmou também que faltou “malícia” de Mourão no trato com a imprensa. “Um vice geralmente não apita nada, mas atrapalha muito”, acrescentou. Ele disse também que, por recomendações médicas, não poderá sair de casa até o próximo dia 10, mas que vai aproveitar o momento para “estar mais ativo nas redes sociais”. Ele disse estar, numa escala de 0 a 10, com o estado de saúde número 8. “Estou me sentindo bem, com gás”. Depois deste prazo, Bolsonaro disse que não pretende ficar exposto ao público, não para evitar uma segunda agressão, mas com medo, por exemplo, “de um abraço de um fã”.


Ex-Prefeito Astor Araújo, declara apoio a Rui Costa, através do Dep Euclides Fernande

Sexta feira , 28 de Setembro por Juliana Ribeiro
Euclides articula apoio de Astor a Rui. Foto: Bmf

A passagem do governador Rui Costa (PT) nesta semana pelo Vale do Jiquiriçá, uniu adversários históricos em prol da sua candidatura, em algumas cidades do território e lhe rendeu apoio de lideranças  que em 2014 defendiam a bandeira da oposição baiana. Na quarta-feira (26), durante ato político em Jiquiriçá, Rui teve um encontro com Astor Araújo do MDB, primo de Geddel Vieira Lima e ex-prefeito da cidade de Itaquara. Astor, que já governou Itaquara por três mandatos declarou apoio a Rui sob anuência do deputado e candidato à reeleição Euclides Fernandes (PDT), que é votado pelo mdebista no município. Até dezembro de 2016, Astor foi secretário municipal de Administração, na gestão da sua esposa – ex-prefeita Iracema Araújo (MDB), que agora, também marcha com Rui. A união foi selada um dia após o petista visitar em Itaquara ladeado pelo prefeito Marco Aurélio (PSB), adversário de Araújo, mas também apoiador da campanha de Rui.

Fonte via Bmf


Acusação de ex-esposa não afetará eleitorado de Bolsonaro, afirma cientista político

28 de Setembro às 15:22 Por: Guilherme Reis

As acusações feitas pela ex-exposa de Jair Bolsonaro (PSL) ao presidenciável em 2008 geraram reações polarizadas nas redes sociais. No Twitter, por exemplo, as hashtags #BolsonaroNaCadeia e #Veja600milhões figuraram durante horas na lista de assuntos mais comentados.
A segunda hashtag faz referência a uma ilação da jornalista Joice Hasselmann de que a revista Veja, que estampa o caso na capa da edição da próxima semana, recebeu R$ 600 milhões para “destruir” Bolsonaro. Joice já foi colunista da revista e hoje é candidata a deputada federal pelo PSL.

Ana Cristina Siqueira Valle acusou seu ex-marido de ocultar patrimônio pessoal na prestação de contas à Justiça Eleitoral em 2006, quando foi candidato a deputado federal, e de ter furtado um cofre que ela mantinha em uma agência bancária, em 2007.

Impacto

Para o cientista político Joviniano Neto, a repercussão da denúncia não terá impacto sobre o eleitorado que Bolsonaro já conquistou. A última pesquisa Ibope, divulgada nesta quarta-feira (26), mostra que o deputado tem 55% de eleitores convictos. Segundo o especialista, muitas dessas pessoas são “machistas” e não encaram de forma negativa o conflito do candidato com a ex-esposa.

No entanto, o especialista ressalta que o fato poderá impedir que os eleitores indecisos (7%, segundo o Ibope) decidam votar em Bolsonaro.


Conquista: PF faz buscas por ‘santinhos’ de Lula após denúncia

Sexta, 28 de Setembro por Juliana Ribeiro / Fotos Leitor Bcafebule

Viaturas da Polícia Federal (PF) circularam na manhã desta sexta-feira (28) por Vitória da Conquista, no sudoeste, após denúncias de que comitês políticos no município estariam com “santinhos” com fotos do ex-presidente Lula. Segundo o Blog do Anderson, a denúncia teria partido do diretório do DEM na cidade. Até as 12h50, a PF não tinha se pronunciado sobre apreensões. Na quarta-feira (26), uma decisão da juíza Carmen Lúcia Santos Pinheiro, do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-BA), concedeu uma liminar em que autoriza a apreensão de todo material que apresente Lula com candidato a presidente (ver aqui).