Dodge pede arquivamento de inquérito contra Aécio

11 de Setembro por Marina Dias | Folhapress

Investigação apura se senador agiu em 2005 para maquiar dados do Banco Rural repassados à CPI dos Correios

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, opinou pelo arquivamento de inquérito instaurado no Supremo Tribunal Federal (STF) para apurar se o senador Aécio Neves (PSDB) agiu em 2005 para maquiar dados do Banco Rural repassados à CPI dos Correios, que investigou o esquema do mensalão.

A investigação foi iniciada após delação do senador cassado Delcídio do Amaral, que presidiu o colegiado entre 2005 e 2006.

Em depoimento, o ex-petista afirmou que uma quebra dos sigilos da instituição financeira comprometeria políticos tucanos, entre eles o próprio Aécio, na época governador de Minas Gerais.

No entanto, para a chefe da PGR, não há provas da atuação de Aécio, segundo informações do Globo. O posicionamento de Dodge é contrário ao da Polícia Federal, que defendeu a existência de provas contra o tucano, em relatório concluído em maio.

Com o pedido da Procuradoria-Geral da República, a tendência é que o ministro Gilmar Mendes, relator do caso no Supremo, determine o arquivamento.


Dos 10 deputados estaduais mais votados em 2014, apenas quatro vão para reeleição

Terça, 11 de Setembro por João Brandão
Foto: Divulgação

Dos dez deputados estaduais mais votados em 2014, apenas quatro vão concorrer à reeleição: Prisco (PSC), que teve 108.041 votos na eleição passada; Zé Raimundo (PT), 84.969 votos; Sidelvan Nóbrega (PRB) e Sandro Régis (DEM), 83.355 votos.

Mais votado com 148.690 votos, o ex-presidente da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) Marcelo Nilo (PSB) vai tentar a Câmara Federal. O mesmo caminho será seguido por Pastor Sargento Isidório (Avante), que teve 123.234 votos; e Zé Neto (PT), com 88.817 votos.

Prefeito de Santo Antônio de Jesus, Rogério Andrade (PSD), que garantiu 96.550 votos, deixou a AL-BA em 2016 e lançou seu filho, Rogério Andrade Filho, a deputado estadual. Fábio Souto (DEM), que obteve 92.170, desistiu de concorrer este ano. Bruno Reis, do DEM, (89.607), que é vice-prefeito de Salvador.


Vídeo: Advogada é algemada e presa durante audiência em juizado de Duque de Caxias, no RJ

Terça feira, 11 Setembro por Juliana Ribeiro/ vídeo Reprodução

Discussão foi gravada em vídeos. Advogada afirmou que não teve chance de fazer as contestações no caso.

Advogada negra é detida, algemada e arrastada durante audiência em Duque de CaxiasImagens mostram a advogada Valéria dos Santos no chão, algemada por policiais (Foto: Reprodução/ TV Globo

Um vídeo, que começou a circular nas redes sociais nesta segunda-feira (10), tem causado revolta de muitos internautas. A advogada, Valéria Santos, negra e carioca, foi detida e posta algemada no exercício de sua profissão durante uma audiência no 3˚Juizado Especial Criminal, em Duque de Caxias, no Rio de Janeiro. Nas imagens, a advogada pede que a juíza aprecie o recurso a favor da sua cliente e chegar a discutir com um policiai militar. ”A única coisa que eu vou confirmar aqui é se a senhora vai ter que sair ou não. Se a senhora tiver que sair, a senhora vai sair!” rebate o policial não identificado.

A advogada responde: “Eu estou indignada de vocês, como representantes de Estado, atropelarem a lei. Eu tenho o direito de ler a contestação e impugnar os pontos da contestação do réu. Isto está na lei, eu não estou falando nada absurdo aqui.” ”Eu não vou sair, não, eu tenho que esperar o delegado da OAB, porque eu quero fazer cumprir o meu direito. Eu não vou sair, eu estou no meu direito, eu estou trabalhando. Eu não estou roubando, não estou fazendo nada não. Estou trabalhando!”, insiste a defensora. A juíza dá por encerrada a audiência, sem apreciar o pedido da advogada e em seguida ordena que ela se ausente da sala. Diante da negativa de Valéria, que diz que só sairia com a presença de um representante da OAB, ela é algemada e arrastada para fora da sala, conforme pode ser visto no vídeo. A advogada agredida, ainda no chão, grita insistentemente em sua defesa que está trabalhando e sinaliza indiretamente o racismo que estaria ocorrendo naquele flagrante violação de prerrogativa e abuso de autoridade. ”É meu direito enquanto negra, como mulher, de trabalhar. Eu estou trabalhando. Eu quero trabalhar.”

fonte via G1

Palocci diz que Lula agia diretamente em pedido de propina

11 de Setembro por Marina Dias | Folhapress

Ex-ministro prestou depoimento no âmbito da Operação Greenfield, deflagrada em 2016

Foto: Antonio Cruz/ ABr

Em depoimento no âmbito da Operação Greenfield, o ex-ministro Antonio Palocci afirmou que o ex-presidente Lula agiu diretamente no pedido de propina.

Em um dos trechos revelados pelo Jornal Nacional, o ex-ministro diz que o comportamento do ex-chefe do Palácio do Planalto começou a mudar a partir da descoberta do pré-sal. no segundo mandato do seu governo.

“O presidente Lula começa a se descuidar da parte legal de sua atuação como presidente, passa a atuar diretamente no pedido de propina”, declarou Palocci.

O ex-ministro acrescentou: “Ele [Lula] sempre soube que tinha ilícito e sempre apoiou as iniciativas de financiamento de campanha etc. Mas, no caso do pré-sal, ele começou a ter uma atuação pessoal”.

Deflagrada no Distrito Federal em 2016, a Operação Greenfield investiga fraudes em fundos de pensão, no FGTS e na Caixa Econômica Federal.


Eleições 2018;Com aval de Lula, Haddad é oficializado pelo PT candidato ao Planalto

11 de Setembro por Marina Dias | Folhapress

A cúpula do PT aprovou por unanimidade o nome de Fernando Haddad como substituto do ex-presidente Lula na chapa do partido ao Planalto. Em reunião nesta terça-feira (11), em Curitiba, a executiva nacional do PT chancelou, após carta enviada por Lula, Haddad como candidato oficial da sigla.

Na mensagem, Lula escreveu sobre o que chama de injustiça que vem sofrendo para deixá-lo fora da eleição, se disse indignado, mas ressaltou a importância da continuidade de seu projeto político com Haddad como candidato.

A mensagem do ex-presidente serviu para arrefecer qualquer resistência interna que ainda pudesse haver na sigla ao nome do ex-prefeito de São Paulo.

Uma ala do partido, ligada à presidente da sigla, Gleisi Hoffmann (PR), ainda queria adiar a troca para o dia 17 de setembro, o que desagradava aos aliados de Haddad.

Os dirigentes do PT farão uma pausa para o almoço e, às 15h, vão fazer um ato na frente da sede da Polícia Federal, onde Lula está preso, para oficializar a decisão.


LARGOU O OSSO; Em carta, Lula inicia transição e diz que Haddad é seu escolhido

 | Atualizado 

Ex-presidente não pode concorrer às eleições e PT só tem até hoje para trocar cabeça de chapa à Presidência

Barrado pelo TSE, ex-presideBnte renuncia à candidatura e elabora mensagem para ser lida aos petistas nesta terça. Foto: Ricardo Stuckert

Na tarde desta terça-feira, 11, o PT deve oficializar o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad como candidato à Presidência da República, e Manuela D’Ávila (PCdoB) como candidata a vice-presidente. O anúncio deverá ser feito durante leitura de carta do ex-presidente Lula, ainda hoje, em Curitiba).

Segundo a Folha de S.Paulo, na carta, elaborada com ajuda de seus principais auxiliares, Lula fará elogios à gestão do afilhado como ministro da Educação, durante seu governo, e vai dizer que confia no trabalho de Haddad. Lula falará ainda que o ex-prefeito de São Paulo, hoje vice na chapa do PT, está pronto para retomar seu projeto para o país.

A mensagem deverá ser lida por um dirigente do PT antes do pronunciamento oficial de Haddad, marcado para as 15h, em frente à sede da Polícia Federal em Curitiba, onde Lula está preso.

Condenado na Operação Lava Jato, em segunda instância, Lula foi barrado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) no início do mês para concorrer à Presidência, com base na Lei da Ficha Limpa. A defesa do ex-presidente ainda aguarda recursos no Supremo Tribunal Federal (STF), mas petistas admitem que as ações são apenas formalidades para embasar o discurso de que lutaram até o fim para tentar garantir a candidatura de Lula. (Com FolhaPress


ELEIÇÕES 2018;Cresce a intenção de votos de mulheres em Bolsonaro, de 14 para 17%

 | Atualizado 

Bolsonaro com o general Hamilton Mourão, seu vice, na convenção que os escolheu. (Foto: Rafael Hupsel/Folhapress)

O candidato do PSL a presidente, Jair Bolosonaro, cresceu três pontos percentuais entre eleitoras do sexo feminino, segundo a mais recente pesquisa Datafolha, divulgada nesta segunda-feira (10).

Ele saltou de 14 para 17% nas intenções de votos, num desempenho maior que a dos rivais: Ciro Gomes (PDT) e Marina Silva (Rede) têm 12% das intenções de voto feminino e Geraldo Alckmin 11%. Fernando Haddad (PT) soma 9%.

Entre os eleitores masculinos, Bolsonato tem quase o dobro das intenções de voto: passou de 30 para 32%, segundo o levantamento do Datafolha, realizado quatro dias depois do atentado que o candidato sofreu, ao ser esfaqueado em Juiz de Fora (MG).


Sócios de construtora que doaram à campanha de Rui ganharam R$ 3,5 mi do governo

TercaTerça-, 11 de Setembro por Juliana Ribeiro / Foto Divulgaçao

Sócios-proprietários da Construtora Caiapó, José Rubens Paniago e Aires Santos Correia, fizeram doações de R$ 50 mil, cada, à campanha do atual governador da Bahia e candidato à reeleição, Rui Costa (PT).

Conforme levantamento feito pelo Bahia Notícias, durante os quatro anos da gestão petista, a empresa ganhou contratos que totalizam R$ 3.510.375,11. A Caiapó restaurou diversas rodovias baianas, como a BA 172 e BA 161.

 Materia com informaçoes via BNoticias

MPE contesta 223 candidaturas na Bahia; 7 são por não ter ficha limpa

TercaTerça-, 11 de Setembro por Juliana Ribeiro / Foto Divvulgaçao

A Procuradoria Regional Eleitoral na Bahia contestou o registro de 223 candidaturas no estado. Do total, foram 14 ações de impugnação e 219 pronunciamentos pelo indeferimento de pedidos de registros de candidatura para diversos cargos nas eleições de 2018. Os questionamentos foram remetidos para o Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA).

Das ações de impugnação, sete abordam situações de inelegibilidade previstas na Lei da Ficha Limpa. Os demais casos envolvem o não preenchimento de condições de elegibilidade e registrabilidade, em especial: ausência de prova da escolaridade (5), ausência de prova de desincompatibilização (21), ausência de prova de filiação partidária válida (27), ausência de prova de quitação eleitoral (43), ausência de certidões judiciais ou certidões positivas não circunstanciadas (47), outros (83).

O Ministério Público Eleitoral analisou 1.180 requerimentos de registros de candidaturas desde 15 de agosto. Até o último levantamento, em 4 de setembro, o TRE-BA já havia julgado 1.101 requerimentos, indeferindo 154 registros de candidatura. Desde o início do período eleitoral, o MP Eleitoral atuou em 2.171 processos envolvendo, além dos pedidos de registro e de habilitação dos partidos e coligações, representações e pedidos de direito de resposta relativos à propaganda eleitoral e recursos ordinariamente submetidos ao Tribunal.


Buscando votos da esquerda, Ciro tentará desconstruir Haddad em campanha

 Foto: Mário Miranda/ Amcham/ Divulgação

O candidato do PDT à Presidência, Ciro Gomes, vai tentar desconstruir a imagem de Fernando Haddad (PT), que deve ser lançado como substituto de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na disputa pela sucessão presidencial, nesta terça-feira (11).

Segundo o jornal Folha de S. Paulo, a estratégia do pedetista é buscar eleitores de esquerda. Ciro pretende se apresentar como um nome mais preparado e com mais capacidade para derrotar Jair Bolsonaro (PSL), primeiro lugar nas pesquisas eleitorais, do que Haddad.

Durante a campanha eleitoral, o pedetista deve sustentar a ideia de que Haddad tem pouca experiência administrativa e é uma espécie de “poste de Lula”. Ou seja, chegou apenas à candidatura presidencial por ser apadrinhado do ex-presidente.

O entorno do pedetista também defende que seja feita uma espécie de comparação crítica entre as realizações de Haddad à frente da prefeitura de São Paulo e de Ciro no comando da prefeitura de Fortaleza e do governo do Ceará.