Lula mandou Gabrielli conseguir recursos ilícitos para campanha de Dilma, afirma Palocci

Segunda-feira 01 de Outubro por Camila Mattos

Em delação, ex-ministro diz que Lula solicitou, em 2010, do então presidente da Petrobras que encomendasse a construção de 40 sondas para “garantir o futuro político” do PT

Foto: Izis Moacyr / bahia.ba
Foto: Izis Moacyr / bahia.ba

Um dos coordenadores da campanha presidencial do petista Fernando Haddad, o ex-presidente da Petrobras José Sergio Gabrielli teria recebido do ex-presidente Lula, em 2010, a missão de conseguir recursos ilícitos para garantir a vitória de Dilma Rousseff, afirmou o ex-ministro Antonio Palocci, em seu acordo de delação premiada.

Lula foi “expresso ao solicitar do então presidente da Petrobras que encomendasse a construção de 40 sondas para garantir o futuro político do país e do Partido dos Trabalhadores com a eleição de Dilma Rousseff, produzindo-se os navios para exploração do pré-sal e recursos para a campanha que se aproximava”, diz trecho do documento.

Procurado pela imprensa Gabrielli não quis se manifestar sobre o assunto.

Palocci afirmou ainda que Lula lhe pediu para gerenciar o dinheiro que seria gerado e sua utilização na campanha de Dilma. Ainda conforme o ex-auxiliar de Lula, esta foi a primeira reunião na qual o então chefe do Palácio do Planalto tratou explicitamente da arrecadação de valores a partir de grandes contratos da Petrobras.

O juiz Sérgio Moro retirou o sigilo de parte do acordo de colaboração de Palocci. Em seu despacho, o magistrado disse que “examinando o seu conteúdo, não vislumbro riscos às investigações em outorgar-lhe publicidade


Comentários fechados.

Notícias Relacionadas