Prefeitura dará contrapartida de R$ 30 milhões para obras no Trobogy

Foto: Estela Marques/Bahia NotíciasPrefeitura dará contrapartida de R$ 30 milhões para obras no Trobogy

Prefeito ACM Neto
A prefeitura de Salvador vai apresentar contrapartida de R$ 30 milhões para viabilizar as obras de retificação e dragagem do rio Trobogy. A informação foi citada pelo prefeito ACM Neto durante a assinatura da autorização do Ministério das Cidades para obras de saneamento e pavimentação em dez cidades baianas. “A capital estava proibida há três anos e meio de firmar convênios e receber recursos federais, porque mais de 123 itens causavam a inadimplência da primeira capital do Brasil”, disse Neto. O ministério investirá ao todo, na capital, r$ 67 milhões nas intervenções. O democrata mencionou os impactos das chuvas ocorridas nos últimos meses na capital baiana, causados pela falta de drenagem na cidade. “Também é bom destacar o convênio que foi assinado com o governo do estado para as intervenções na Cidade Baixa. Quando há um excesso de chuvas em salvador como aconteceu neste ano de 2015 – nós tivemos entre abril e maio a segunda maior precipitação pluviométrica de toda a historia de nossa capital – quando acontece isso, simplesmente a gente tem uma realidade em Salvador que muitos bairros da nossa cidade ficam embaixo d’água , eles são alagados. E é claro que o grande problema é a falta de drenagem. Por isso é fundamental o investimento em macro e microdrenagem”, afirmou.

Acm Neto caminha sob aplausos e assédio no desfile do 2 de Julho

Em quase quatro horas de caminhada entre o Largo da Lapinha e a Praça da Sé, o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), confirmou, ontem, a popularidade em alta na capital durante o desfile do 2 de Julho. A um ano do início da corrida eleitoral de 2016, sua passagem pelo trajeto da festa serviu de termômetro para medir o apoio dos soteropolitanos ao democrata após as  chuvas de maio e junho.

“Eu ando na cidade todo dia. Talvez alguns políticos fiquem no gabinete e só saiam na hora da chuva. Mas eu acho que as pessoas avaliaram que nós tivemos a capacidade plena de reação, de encarar o problema e chamar a responsabilidade para si. Eu posso garantir que, hoje, estamos bem mais fortes do que em março, antes das chuvas, porque apesar das tragédias, tivemos a capacidade de reagir”, declarou Neto.

Rodeado pela população e ao lado da vice-prefeita Célia Sacramento, ACM Neto posa para selfie com eleitora (Foto: Mauro Akin Nassor)

O prefeito, que dominou as atenções dadas pela população aos políticos,  foi aplaudido durante toda a caminhada e chegou a ser carregado nos braços do povo em dois momentos.  Andou de porta em porta, conversou com moradores e prometeu resolver problemas relatados por pessoas da região, como uma boca de lobo entupida na porta da dona de casa Ana Celeste da Silva, 47 anos.

No circuito, posou para dezenas de selfies com mulheres, crianças, adolescentes, servidores municipais, o que causou atrasos no desfile. Chamado por uma moradora perto do Santo Antônio, Neto entrou em uma casa e novamente posou para fotos. Na saída, entrou numa roda de capoeira e ensaiou alguns movimentos.  As únicas manifestações contrárias a Neto, vindas de pequenos grupos de militantes petistas, ocorreram na saída do cortejo, na Lapinha, e na chegada ao Largo do Pascoal.

Comitiva
O prefeito foi acompanhado o tempo inteiro pela vice-prefeita Célia Sacramento, por vereadores  da base aliada, como Leo Prates e Cláudio Tinoco, ambos do DEM), e pelo presidente da Câmara de Salvador, Paulo Câmara (PSDB). Mas Neto buscou evitar temas políticos no desfile cívico.  “Aqui a gente cumpre nosso dever cívico. Não tem nada a ver com eleição, está muito longe. A gente tem hoje, realmente, que aproveitar essa interação com o povo nas ruas e homenagear a história do nosso estado”, afirmou o prefeito.

Prefeito participou de desfile (Foto: Mauro Akin Nassor)

Próximo ao grupo, seguia a comitiva de integrantes do primeiro escalão da prefeitura como o ex-governador Paulo Souto, secretário municipal da Fazenda. “O prefeito tem sido assediado pela população, sendo buscado para cumprimentar, sendo aplaudido, sinais claros de aprovação nesse momento da sua gestão”, comentou Tinoco.

Na chegada à Rua Direta do Santo Antônio, o prefeito foi recebido pela cantora Sarajane e por uma banda em frente à sede da Associação Criança na Arte Sarajane (Acasa), ONG mantida pela cantora. Em seguida, foi cumprimentado pelo cantor Gerônimo

Críticas
Já no final do trajeto, ACM Neto e Célia Sacramento entraram na Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos, no Pelourinho, onde foram recebidos por integrantes da Irmandade de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos e de São Benedito dos Homens Pretos. Na saída da igreja, o prefeito agradeceu a receptividade da população e fez críticas ao governo federal.

Segundo o prefeito, as 41 creches prometidas pelo governo Dilma Rousseff “têm sido um engodo, não só em Salvador, como no Brasil inteiro”. Neto comentou que terá que construir as creches com verbas da prefeitura e com a contrapartida para a cobrança dos estacionamentos nos shoppings centers, que construirão 30 centros de educação infantil .

“O governo federal tira o braço da seringa e deixa o problema. A conta está ficando toda no nosso colo. Hoje, quem banca a saúde e a educação são os municípios”, declarou Neto, que passou a cobrar publicamente recursos para Salvador prometidos pela União, a exemplos dos repasses para as chuvas.

No fim da tarde, o prefeito participou das cerimônias de chegada dos caboclos ao Campo Grande, de hasteamento da bandeira e do acendimento da pira, junto ao governador Rui Costa (PT) e ao vice-presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Adolfo Menezes (PSD).


Mulher arremessa copo em ACM Neto durante Dois de Julho e é presa

Mulher arremessa copo em ACM Neto durante Dois de Julho e é presa

Foto: Betto Jr./Ag Haack/ Bahia Notícias
Apesar dos aplausos durante o Dois de Julho, o prefeito de Salvador, ACM Neto também foi vítima de protestos. De acordo com o G1, o gestor da capital baiana recebeu uma “copada” durante o cortejo da festa. Uma socióloga foi conduzida a Delegacia de Proteção ao Turista (Deltur), por volta do meio-dia da quinta-feira (2), suspeita de ter atirado um copo no prefeito. A mulher foi ouvida na delegacia e negou que tenha jogado o copo. De acordo com a polícia, ela disse que houve um tumulto no local onde estava e que na confusão o copo foi arrancado da mão dela. Um policial militar, o coordenador de segurança do prefeito e duas testemunhas também foram ouvidas. Após prestar depoimento, a socióloga assinou um termo circunstanciado por desacato e foi liberada. A assessoria de ACM Neto disse que foi um fato isolado e que o prefeito foi bem recebido durante todo o cortejo.

ACM Neto participa do Cortejo de 2 de Julho: “não podemos perder a tradição”

“As novas gerações precisam conhecer a história também para saber o quanto custou a luta de tantas pessoas que nos antecederam”, defendeu 

O prefeito ACM Neto participou na manhã desta quinta-feira (2) da solenidade de abertura festejos pelos 192 anos das lutas pela Independência do Brasil na Bahia. Durante a cerimônica que homenageou a atuação de mulheres como Joana Angélica, Maria Quitéria e Maria Felipa, protagonistas na luta pela independência da Bahia, ACM Neto também destacou a importância do feminino.

RUY NETO                                                                                       (Foto: Divulgação/ Agecom)

“Muitos não sabem o papel fundamental que as mulheres tiveram não só na Independência da Bahia, no 2 de Julho, mas também na Independência do Brasil. Felizmente, lá atrás, mulheres guerreiras, heroínas, deram até as suas vidas para que hoje as mulheres tivessem participação ampla na política e plenas condições de construírem o futuro do nossa país”, afirmou.

Durante a cerimônia, ACM Neto defendeu ainda a importância de as pessoas continuarem indo para a rua celebrar esse momento. “Nós não podemos perder a tradição de relembrar a independência da Bahia, que foi fundamental e decisiva para culminar na independência do Brasil. Hoje, depois de tantos anos, nós temos um país democrático, um país livre, que respeita as leis. E é claro que tudo isso foi um processo histórico de conquistas e essas conquistas tiveram um ponto fundamental no 2 de Julho. As novas gerações precisam conhecer a história também para saber o quanto custou a luta de tantas pessoas que nos antecederam e fez com que nos estivéssemos aqui conseguindo participar dentro de um processo democrático onde todos têm vez e voz”, disse.

RTEmagicC_ACMNetoCortejo1.jpg
                                                                                          (Foto: Divulgação/ Agecom)
Depois de um final de semana de chuva em que uma pessoa morreu e diversos transtornos foram registrados na cidade, o prefeito também agradeceu pelo sol desta quinta-feira (2). “Depois de três meses de muita chuva, inclusive a chuva deste final de semana, que voltou a trazer consequências graves para a cidade, hoje pelo menos temos um dia de sol, o que deixa o prefeito um pouco mais relaxado e tranquilo para poder fazer essa caminhada”, comentou. *Com informações da repórter Clarissa Pacheco