Revitalização do Rio Vermelho tem 95% das obras concluídas

 quinta feira. por Juliana Ribeiro //Foto: Divulgação / Agecom

IMAGEM_NOTICIA_5

12487307_928750417161349_4363647896467713840_o
Acm Neto visita as obras  da orla do Rio Vermelho e da Praça Caramuru
As obras de revitalização da orla do Rio Vermelho e da Praça Caramuru, na área do antigo Mercado do Peixe, foram alvo de nova vistoria municipal realizada nesta terça-feira (14). O prefeito ACM Neto, acompanhado de gestores municipais e técnicos envolvidos, avaliou o avanço das obras, que já chegam a 95% de conclusão. “O andamento da intervenção está muito bom. A nova orla do Rio Vermelho é um presente para Salvador, é um local que é o coração da cultura e da arte da nossa cidade e que está ganhando nova face, nova roupa. No próximo dia 29, estaremos entregando mais essa etapa do processo de recuperação da orla da capital baiana”, avaliou o prefeito. De acordo com a Superintendência de Conservação e Obras Públicas do Salvador (Sucop), os 5% restantes da obra compreendem a finalização dos detalhes da quadra poliesportiva, do Largo da Mariquita e da aplicação do piso compartilhado intertravado entre a Praça Caramuru e o Largo da Mariquita, entre outros itens. As obras envolvem 650 funcionários que atuam nos três turnos. As obras de revitalização da orla do Rio Vermelho, incluindo o trecho 3 que inclui as ruas da Paciência e a Avenida Oceânica, é de R$44 milhões.Fonte Agecom

Setor de hotelaria fechou quase 9 mil postos de trabalho em 2015, Afirmou Glicério Lemos.(ABIH/BA)

Quinta 07/01/16, por Juliana Ribeiro, via Bnoticias//Foto: Rebeca MenezesIMAGEM_NOTICIA_5 (2)

O setor hoteleiro de Salvador sofreu com a baixa ocupação do ano passado. De acordo com a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis da Bahia (ABIH-BA), quase 9 mil postos de trabalho foram fechados em 2015. O presidente da ABIH, Glicério Lemos, o centro de convenções é um dos responsáveis pela queda nos empregos. “Toda a infraestrutura, todo o investimento de restaurantes, hoteleiro e de outras empresas de turismo que se instalaram em torno do centro de convenções foram viabilizados com o centro de convenções no local. Vários hotéis em torno do centro de convenções estão fechando. É um prejuízo muito grande para o empresariado”, relatou Lemos em entrevista na manhã desta quinta-feira (7). A Associação também aponta outros problemas de infraestrutura na cidade para o baixo desempenho do setor, que foi o pior dos últimos quatro anos  A ABIH pede que a requalificação da orla de Salvador tenha sequência e reclama das más condições do aeroporto.  


Chuva em Salvador: Defesa Civil já recebeu 92 solicitações de emergências

Quarta 06/01/16, por Camila Matos, em Bahia Foto;Tácio Moreira / Metropres

SSA

De acordo com a Defesa Civil de Salvador (Codesal), até às 15h19 desta quarta-feira (6), o órgão registrou  92 solicitações de emergência, devido às fortes chuvas que atingem a cidade desde a segunda-feira (4).

Foram cinco alagamentos de área, 12 alagamentos de imóvel, 16 ameaças de desabamento de imóvel, 22 ameaças de deslizamentos de terra, 11 ameaças de queda de árvore, duas árvores caídas, uma avaliação de imóvel alagado, um desabamento de imóvel, 14 deslizamentos de terra, dois destelhamentos, um galho de árvore caído, quatro infiltrações e uma orientação técnica.

Até o momento, a Codesal informa que não há registro de feridos. O órgão permanece com o plantão 24 horas atendendo às solicitações pelo telefone gratuito 199.


Chuva forte causa diversos pontos de alagamento em Salvador; confira

Segunda 04/01/16, por Camila Matos,//Foto: Gabriel Nascimento10530,chuva-forte-causa-diversos-pontos-de-alagamento-em-salvador-confira-2

A forte chuva que atinge a capital baiana na manhã desta segunda-feira (4) deixa algumas vias alagadas. Na Cidade Baixa, a Avenida Oscar Pontes já tem alguns pontos de alagamento próximo ao Terminal São Joaquim. A situação não é muito diferente na Avenida JJ. Seabra, a Baixa dos Sapateiros, próximo ao Shopping do Povo e também na região do Aquidabã.002

Os usuários do aplicativo Waze sinalizam alagamento, ainda, na Avenida Octávio Mangabeira, a Orla, na região do Jardim de Alah, e na Avenida Vasco da Gama para quem trafega no sentido Rio Vermelho.  Com isso, o trânsito apresenta complicações no fluxo de veículos, como na Rua Oswaldo Cruz, no Rio Vermelho, que já apresenta lentidão. Há intensidade, ainda, na Avenida Joana Angélica, em Nazaré e na Rua Caetano Moura, localizada no bairro


Saltur faz balanço positivo de 5 dias de festa em Salvador: ‘Ocorreu como o planejado’

Sâbado, por CSenna, via BNoticias, foto//Foto: Jefferson Peixoto/ Ag. HaackIMAGEM_NOTICIA_5 (2)

A Prefeitura de Salvador encerrou, nesta sexta-feira, primeiro dia de 2015, o que chamou de “a maior festa de Réveillon do Brasil”. Em entrevista ao Bahia Notícias, o presidente da Empresa Salvador Turismo (Saltur), Isaac Eddington, revelou que a média de público aumentou em 100 mil pessoas em comparação à edição anterior. “No ano passado, tivemos uma media de 132 mil pessoas. Neste ano, com a marca de 400 mil pessoas que tivemos ontem, a gente atingiu uma media de público de 252 mil pessoas. É um evento que, de fato, está consolidado como o maior Réveillon do Brasil”, disse. Apesar dos esforços concentrados na festa no centro da cidade, outros bairros também tiveram grandes aglomerações de pessoas. “Demos uma contribuição de fogos de artifício para 15 bairros de Salvador. A gente teve uma média de sete a oito minutos em cada bairro. Pra você ter uma ideia, na Barra, que teve apenas os fogos, mais de 30 mil pessoas estiveram presentes”, destacou. De acordo com a assessoria de imprensa do órgão, outros destaques foram os bairros de Itapoan e Cajazeiras, com 15 mil pessoas. Nas demais localidades, o número de pessoas presentes foi entre 8 e 10 mil pessoas. “Tudo funcionou da forma que foi planejado, começamos o ano com o pé direito”, finalizou Isaac.


Prefeito fala em expansão de vagas em hotéis, mas evita polêmica com Centro de Convenções

Quinta Feira 31 de Dez, por Juliana Ribeiro, via bnoticias/Foto: Joilson César / AG. Haack

IMAGEM_NOTICIA_5

Para o prefeito ACM Neto, a expansão do Réveillon de Salvador e atração de mais turistas internacionais exige a ampliação da oferta de leitos em hotéis na capital baiana. O problema é que, para isso, é necessário resolver outro calo do trade turístico: o Centro de Convenções. Durante coletiva do terceiro dia de festa na Praça Cairu, nesta quarta-feira (30), Neto afirmou que espera, aos poucos, consolidar a programação da virada do ano na cidade como destino internacional. Para ele, depois de consolidar o desejo do turista brasileiro, é preciso expandir o setor hoteleiro. “Nós vamos precisar investir na recuperação de nossos hotéis e na ampliação dos leitos. Nós já estamos com quase 100% de ocupação (veja aqui). Então pra que o evento possa se expandir, atrair cada vez mais gente, nós também vamos precisar ter novos leitos nos próximos anos”, avaliou o gestor. Neto evitou, contudo, comentar os impactos negativos dessa expansão para o setor durante a baixa estação, geralmente mantida com eventos realizados no Centro de Convenções – atualmente fechado para reformas (entenda aqui). “O Centro de Convenções é um problema sério. Mas como é virada de ano, eu prefiro não polemizar com o governo do Estado”, tergiversou.


ACM Neto afirma que Réveillon 2016 supera todas as expectativas

Quarta feira 30 de Dez por Camila Matos //Foto: Valter Pontes / Coperphoto

b75579ac43209e9bd9d88fd080a2e4a9

O prefeito ACM Neto afirmou, em coletiva concedida no camarote oficial da Prefeitura, que o Réveillon Salvador 2016 supera todas as expectativas. “Hoje a Praça Cairu está ainda mais cheia do que ontem. E é uma festa que está ocorrendo com tranquilidade, sem registros de ocorrências mais graves”, disse Neto, que confessou ter participado pessoalmente da escolha da grade de atrações do evento. “A gente procurou oferecer alternativas para todos os gostos”, frisou.


TCM aprova contas da Prefeitura de Salvador com ressalvas

Terça feira 22 de Dez , por Camila Matos, Foto:Agecom

ec6aa4fac0374a1b806a65faf9b17b9a

O Tribunal de Contas dos Municípios aprovou hoje (22), com ressalvas, as contas da prefeitura de Salvador, de responsabilidade do prefeito ACM Neto, relativas ao exercício de 2014. O conselheiro José Alfredo Dias,relator do processo, não aplicou multa ao democrata, mas fez recomendações para maior eficiência dos registros contábeis. A capital baiana presentou uma receita arrecadada no montante de R$5.066.032.787,82, equivalente ao percentual de 78,47% do valor previsto no orçamento de R$6.456.118.274,28, revelando uma discrepância entre a receita estimada e a arrecadada, o que indica a necessidade de um melhor planejamento por parte da administração na elaboração das peças orçamentárias. A despesa efetivamente realizada alcançou o valor total de R$4.969.950.199,00, representando uma significativa economia orçamentária, vez que equivale a apenas 75,16% da despesa orçamentária autorizada de R$6.612.404.829,00. Desta forma, o balanço orçamentário registrou um superávit de R$96.082.588,82.Com informações do tcm/ba


Bike Turista: Prefeitura lança compartilhamento de bicicletas em 12 hotéis

Terça feira, 15 de dez, por Camila Matos , Foto: Max Haack/ Ag. Haack/ BNBAIKE TURISTA

O prefeito ACM Neto e o presidente da Saltur, Isaac Edington, lança nesta quarta-feira (16), às 15h, no Palácio Thomé de Souza, o projeto Bike Turista, que disponibiliza estações de compartilhamento de bicicleta exclusiva para turistas nos hotéis de Salvador. Na primeira etapa, 13 estabelecimentos em diversos bairros, desde o Centro da cidade até o bairro de Stella Maris, em um total de 142 bicicletas. A implantação do projeto será gradativa, começando a operação em janeiro. O Bike Turista é uma parceria entre a Prefeitura, por meio do Movimento Salvador Vai de Bike, com o Banco Itaú, a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis da Bahia. A operação é da Compartibike. “O Bike Turista foi desenvolvido aqui em Salvador e recebeu prontamente o apoio da Itaú para que pudesse ser concretizado. Será, com toda certeza, mais um diferencial para a nossa cidade, em especial pelo pioneirismo. A prefeitura vem realizando um amplo programa de requalificação da Orla da cidade, com um novo sistema cicloviário, tornando as pedaladas ainda mais agradáveis, por isso tenho certeza do sucesso do projeto”, disse o presidente da Saltur e coordenador do Movimento Salvador Vai de Bike, Isaac Edington. Os hóspedes podem se cadastrar na recepção dos hotéis, fornecendo algumas informações pessoais e os dados do cartão de crédito. Após o cadastro, o recepcionista entregará o cartão Bike Turista. São três tipos de passe: o diário por R$ 7, para três dias por R$ 10 ou semanal por R$ 20. Para o empréstimo, é necessário digitar a senha escolhida e o número do cartão recebido. O usuário cadastrado pode retirar e devolver a bicicleta em qualquer hotel cadastrado no projeto e o empréstimo precisa ser renovado a cada 4 horas em qualquer estação.Fonte Agecom


‘Família acolhedora’ é um marco na gestão ACM Neto

Terça feira, 15 de dez, por Camila Matos, em politica,Foto: Ilustração'Família acolhedora' é um marco na gestão ACM Neto

A Câmara de Vereadores de Salvador aprovou nesta segunda-feira (14) o projeto mais humano da gestão ACM Neto. O Projeto Família Acolhedora é um marco. Com o monitoramento do Judiciário, crianças que sofreram maus tratos e/ou abuso terão a guarda concedida a uma nova família, que receberá R$ 650,00 por um prazo máximo de dois anos. Esse valor será integralmente pago pela Prefeitura de Salvador. O projeto é do executivo e surgiu de uma articulação do Judiciário com a Secretária de Ação Social e o próprio prefeito. O Criança Acolhedora foi aprovado por quase unanimidade. O vereador José Trindade estava ausente, mas se estivesse presente  certamente teria votado a favor. Portanto, foram 42 dos 43 votos – até Hilton Coelho (PSOL), que sempre vota contra o governo, votou a favor e discursou elogiando o projeto. Com o Família Acolhedora, a gestão ACM Neto dá um passo importante para resolver um dos mais graves problemas sociais e humanitários deste país: o abandono e maus-tratos de crianças, na sua maioria muito pobres, no seio da própria família.