Habeas corpus preventivo pede à Justiça que Lula não seja preso

lula ljUm habeas corpus preventivo pedindo que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva não seja preso na Operação Lava Jato foi apresentado ao Tribunal Regional Federal da 4ª Região, TRF-4, que abrange a Justiça Federal no Paraná, onde a investigação se desdobra. O habeas corpus foi impetrado por um cidadão e não pelo próprio ex-presidente. O TRF-4 ainda não divulgou a autoria da peça. A assessoria do ex-presidente nega que Lula, seus advogados ou o Instituto que leva seu nome tenham entrado com o habeas corpus. “Não partiu do ex-presidente Lula, até porque o ex-presidente e o Instituto Lula não são objetos de investigação da Operação Lava Jato”. “Não existe motivos para ingressar com esse habeas corpus”. A assessoria de Lula disse ainda que causa “estranhamento” o fato de o senador Ronaldo Caiado (DEM-GO) ter dado a notícia antes de todos e destacou que qualquer pessoa pode entrar com um habeas corpus. Veja abaixo !

HABESCORPUS LULA


‘Brahma’, o apelido carinhoso de Lula entre os caciques da OAS

alx_brasil-leo-pinheiro-oas                                   Léo Pinheiro, ex-presidente da OAS(Beto Barata/Estadão Conteúdo

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva era chamado carinhosamente de “Brahma” pelo ex-presidente da OAS, Léo Pinheiro, seu amigo próximo. O nome, que remete à marca de cerveja, aparece pelo menos três vezes na troca de mensagens entre Pinheiro e o ex-diretor da empreiteira Augusto César Uzêda, interceptada pela Polícia Federal no âmbito da Operação Lava Jato. No relatório de inteligência produzido pela PF, os investigadores concluíram que a menção se referia a Lula a partir do cruzamento de dados. Por exemplo, em uma mensagem, Pinheiro relata a Uzeda: “Nossa amigo Brahma pode fazer uma palestra no dia 26/11. Tema: Brasil/Chile”. A PF, então, consultou a agenda do presidente pelo Instituto Lula, e verificou que, nos dias 26 e 27 de novembro de 2013, Lula participou de um seminário em Santiago, no Chile. Em outro recado, desta vez enviado por Uzeda, Lula é comparado à presidente Dilma Rousseff: “A agenda nem de longe produz os efeitos das anteriores do governo Brahma, no entanto, acho que ajuda a lubrificar as relações. (A senhora [Dilma] não leva jeito, discurso fraco, confuso e desarticulado, falta carisma)”. (Eduardo Gonçalves, de São Paulo)

Relatório de inteligência rasgado PF

Justiça nega liberdade ao ex-deputado Luiz Argôlo

 

Luis Argolo 2O Tribunal Regional Federal da 4ª Região negou, por unanimidade, pedido de habeas corpus apresentado pelo ex-deputado federal Luiz Argôlo, um dos ex-parlamentares presos na Operação Lava Jato por suspeitas de envolvimento no petrolão. Acusado dos crimes de corrupção, peculato e lavagem de dinheiro, ele é réu em uma ação penal que será julgada pelo juiz Sergio Moro. De acordo com a acusação, Argôlo atuava com Alberto Youssef em uma espécie de “sociedade para o crime”, recebendo propina e favores do doleiro, que chegou a pagar o aluguel de um helicóptero para o ex-deputado. “Alberto Youssef teria pagado propina a João Luiz Correia Argôlo dos Santos em interesse próprio e em razão da função por ele então ocupada, buscando obter atos do deputado em seu favor na realização de negócios, como interferência para obtenção de financiamentos em instituições financeiras oficiais”, relatou o juiz Moro no despacho em que aceitou a denúncia contra o político. (Laryssa Borges, de Curitiba)

 


Odebrecht afirma que PF ‘deu ares de escândalo’ a bilhete apreendido

LAVA JATO ODEBRECH 2

Um bilhete do empresário Marcelo Odebrecht escrito na prisão, em Curitiba em que ele solicita a destruição de “e-mail sondas” , cita o banqueiro André Esteves, do BTG Pactual, que também é o maior acionista da empresa Sete Brasil, contratada pela Petrobras para fomentar a indústria naval, com encomendas de sondas para o pré-sal no Brasil. A correspondência foi apreendida pela Polícia Federal e foi avaliada pelos investigadores como um indício de que ele estaria passando orientação para eliminar uma correspondência eletrônica de 2011 que faz referência à colocação de sobrepreço de US$ 25 mil por dia em contrato de afretamento e operação de sondas. Os advogados da Odebrecht entregaram petição ao juiz federal Sérgio Moro  em que afirmam que o bilhete encontrado não significa intenção dele em eliminar provas, de acordo com o Estadão. “As anotações não continham o mais remoto comando para que provas fossem destruídas, e que – à toda evidência – a palavra destruir fora empregada no sentido de desconstituir, rebater, infirmar a interpretação equivocada que foi feita sobre o conteúdo do e-mail”, diz o documento subscrito pelos advogados criminalistas Dora Cavalcanti, Augusto de Arruda Botelho e Rodrigo Sánchez Rios.  Para Augusto Botelho, “chega a ser infantil a acusação da Polícia Federal de que esse bilhete, esse termo, constitui a prática de um crime”. “Muito pelo contrário, é comunicação entre Marcelo e seus advogados, elencando mais uma vez pontos a serem utilizados em seu habeas corpus”, assinala o criminalista. “Não faz sentido algum alguém mandar destruir um e-mail que é público. Esse e-mail faz parte da representação que a Polícia Federal fez para pedir a prisão de Marcelo Odebrecht. Não faz sentido algum pedir a destruição de algo que é absolutamente público”, afirmou o advogado.  A Odebrecht manifestou nesta quarta-feira (24), sua ‘indignação’ sobre o que chama de “incidente processual que se tentou criar em torno de um bilhete do seu diretor-presidente, Marcelo Odebrecht”. Em nota à imprensa, a maior empreiteira do País afirma que o bilhete contém “orientação (de Marcelo Odebrecht) aos advogados” com argumentos para serem usados no habeas corpus em favor do empresário. Para a Odebrecht, o delegado da Polícia Federal (Eduardo Mauat, que integra a força-tarefa da Operação Lava Jato), ‘infelizmente optou por dar publicidade e ares de escândalo em um bilhete com simples orientações do cliente para seus advogados’. A empreiteira diz que o delegado feriu ‘a proteção da relação que a Lei garante a todos os cidadãos brasileiros’.


Pai de Cristiano questiona existência de Deus após morte do filho: ‘Será que Deus existe?’

PAI DO CAO pai do cantor Cristiano Araújo, que morreu na manhã desta quarta-feira (24) vítima de um acidente de carro na BR-153, em Goiás, está inconsolável com a morte do filho, aos 29 anos. Bastante abalado, João Reis, comentou que costumava acompanhar o cantor nas viagens, mas que excepcionalmente na última não esteve presente. “É uma tristeza muito grande. Será que Deus existe? Todos os dias faço uma oração pedindo que Deus acompanhe ele nas viagens. Entro no carro ou no avião e faço uma oração. Eu não estava com ele ontem? Será que Deus existe?”, disse ao G1 de Goiás. A irmã do cantor, Ana Cristina de Melo também falou sobre a tragédia. “Não acredito nisso. Meu irmãozinho do coração”, lamentou. O acidente aconteceu por volta das 3h da madrugada desta quarta (24), na altura do km 614 da rodovia, entre Morrinhos e o trevo de Pontalina, em Goiás. Além de Cristiano, a namorada dele, Allana Moraes, de 19 anos, também não resistiu aos ferimentos e morreu no local. O sertanejo, que é pai de dois meninos, João Gabriel, de seis anos e Bernardo, de dois, chegou a ser socorrido, mas morreu no helicóptero durante a transferência para o Hospital de Urgência de Goiânia (Hugo). Ele teve quatro paradas cardíacas e não resistiu. De acordo com a assessoria do cantor, o velório será realizado no Centro Cultural Oscar Niemeyer, em Goiânia, mas o horário ainda não foi confirmado.


Vidente teria enviado carta a Cristiano Araújo antes de acidente, diz jornal

ACIDENTE CA

De acordo com o Jornal O Popular, o vidente Jucelino Nóbrega da Luz teria enviado uma carta ao cantor Cristiano Araújo, para alertá-lo dos riscos que corria após o show realizado em Itumbiara-Goiás na madrugada desta quarta-feira (24). A suposta carta endereçada ao cantor teria sido enviada no dia 8 de junho, antes do acidente de carro. “Esse show seu será em Itumbiara- Goiás, na volta será o maior perigo pra você portanto, não queira voltar rápido, a velocidade poderá levar sua vida e de sua namorada, também”, teria escrito o vidente.


Cristiano Araújo sofre acidente de carro e está em estado grave; namorada morreu no local

ACIDENTE

O cantor sertanejo Cristiano Araújo sofreu um grave acidente na madrugada desta quarta-feira (24) na BR-153, no quilômetro 613, entre os municípios de Goiatuba e Morrinhos, em Goiás. De acordo com a Policia Rodoviária Federal (PRF), O músico voltava de um show em Itumbiara, no sul do estado, quando veículo em que ele, a namorada, Allana Moraes, e outras duas pessoas saiu da pista e capotou. As informações são do Portal G1 de Goiás. Allana morreu no local.

Aciente 2

Capotamento aconteceu na BR-153, entre Goiatuba e Morrinhos, em Goiás (Foto: Divulgação/PRF)

Acidente 3

Bombeiros dizem que cantor e outras três pessoas estavam no carro; mulher morreu. (Foto: Divulgação/PRF)

Em comunicado oficial, a assessoria de Cristiano Araújo falou sobre o acidente:

“O cantor Cristiano Araújo sofreu acidente de carro na madrugada desta quarta-feira (24), em Goiás. O artista voltava de um show em Itumbiara, a 200 km de Goiânia, por volta das 3h00, quando o veículo em que ele estava capotou, na BR-153, entre as cidades de Goiatuba e Morrinhos, em Goiás. A namorada do cantor, Allana Coelho Pinto de Moraes, de 19 anos, não resistiu aos ferimentos e faleceu no local. Outras duas pessoas estavam no carro, o segurança Ronaldo Ribeiro, que dirigia o veículo, uma Land Rover, e o empresário Victor Leonardo. Eles tiveram ferimentos leves e passam bem. Cristiano Araújo foi levado para o Hospital Municipal de Morrinhos, onde recebeu os primeiros atendimentos e já foi transferido em uma Unidade de Terapia Intensiva Móvel para Goiânia. O cantor está sedado e em estado grave. Toda a equipe de Cristiano Araújo se solidariza com a perda de Allana Morae”.