Motivos para a ansiedade de Acm Neto

 

                                                                                                             Foto: Max Haack/AgecomACM NETO

                                                                       Prefeito ACM Neto (DEM)

A articulação política de Rui Costa (PT), petistas de um modo geral e outros aliados do governador estão, como eles próprios afirmam, se divertindo com a ansiedade que dizem vir notando no prefeito ACM Neto (DEM) com relação ao seu destino partidário. Neto apostou forte na fusão de sua agremiação com o PTB, a qual parece ter empacado, depois de muitos solavancos. Paralelo a isso, avaliando uma espécie de plano B, passou a analisar a hipótese de ingresso no PSB, na perspectiva da aventada fusão do partido com o PPS, que é seu aliado no campo municipal, mas o projeto também enfrenta agora muitas dificuldades.

Até um membro do PSB, tão histórico quanto petista, Roberto Amaral, tem se dedicado à tarefa de relembrar aos companheiros de legenda quem foi o ex-senador ACM na tentativa de dissuadí-los de qualquer aproximação com o prefeito de Salvador. Uma outra alternativa à mão de Neto seria o PMDB, que também integra sua base de sustentação, mas, pelo visto, não assegura a tranquilidade de que o prefeito gostaria de desfrutar e está no âmago do seu desejo de migrar para uma outra legenda diferente do DEM, à qual pertence desde criancinha ou desde quando se lançou oficialmente na política.

Neto poderia entrar no partido por cima, ou seja, via o vice-presidente da República, Michel Temer. Até em jantar exclusivíssimo foi recebido junto com a bancada federal do Democratas em Brasília pelo vice-presidente, que hoje comanda, aos trancos e barrancos e sobre algumas cascas de bananas colocadas pelos petistas, a articulação política do governo Dilma Rousseff (PT). Mas isto, sem dúvida, abriria uma crise com a seção baiana do partido, comandada pelo ex-ministro Geddel e seu irmão, o deputado federal Lúcio Vieira Lima, o que, definitivamente, não está nos planos do prefeito. Migrando para o PMDB, Neto pode vislumbrar algumas vantagens.

A maior delas é não precisar escolher um vice do partido pelo qual disputará a reeleição. Mas o prefeito, como qualquer liderança política em ascensão com profundo entendimento dos meandros da vida partidária no país, quer um partido para chamar de seu, projeto a que, a menos que resolva enfrentar uma grande briga, com seus consequentes desgastes, o PMDB da Bahia não se prestará. Quando pensa em sair do DEM, depois do praticamente malogrado projeto de fusão com o PTB, o prefeito planeja um cenário de mais conforto para que possa definir as alianças com que pretende disputar a reeleição.

Exatamente porque, na hipótese de reeleger-se, Neto pode deixar o cargo em 2018 a fim de disputar o governo, sua vice é hoje alvo de uma cobiça desenfreada, principalmente por parte daqueles que têm consciência de que só por herança conseguirão assumir um cargo que ele galgou pelo voto. Estando num partido maior, dono de tempo de televisão superior ao que o nanico DEM dispõe hoje, Neto sabe que estará mais fortalecido para negociar com os próprios aliados os termos do apoio à sua reeleição. De fato, o prefeito tem realmente motivos de sobra para estar ansioso em relação a uma mudança partidária.

* Artigo publicado originalmente na Tribuna da Bahia


Irecê: Luan Santana faz show para mais de 130 mil em última noite de festa

Na última noite do São João do município de Irecê, o cantor Luan Santana animou o público do Arraiá das Caraíbas 2015 com músicas do seu disco “Acústico”. Mais de 130 mil pessoas acompanharam a apresentação na Praça Clériston Andrade. O prefeito do município, Luizinho Sobral, aproveitou a ocasião para parabenizar o povo ireceense pela hospitalidade e agradeceu aos visitantes pela conduta respeitosa, ordeira e civilizada durante o período junino. De acordo com nota da prefeitura, neste ano, Irecê bateu os próprios recordes de público nos eventos em praça pública. Além disso, desde o início do mês, não há vagas na rede hoteleira, as empresas de transporte rodoviário tiveram que ampliar o número de ônibus com destino à cidade e o movimento em todo o comércio foi o maior nos últimos 30 anos.

luan irece


Prisão de presidente da Andrade Gutierrez pode refletir na construção do metrô de Salvador

IMAGEM_NOTICIA_6

Detentora de 17% das ações do Grupo CCR, responsável pela construção do metrô de Salvador, a Andrade Gutierrez teve seu presidente, Otávio Azevedo, preso nesta sexta-feira (19), durante a 14ª fase da Operação Lava Jato. Por enquanto, ainda não é possível prever exatamente o impacto das prisões de Azevedo e do presidente da Odebrecht, Marcelo Odebrecht, na economia nacional, porém, nos bastidores, há uma preocupação de que o efeito em cadeia provoque uma retração no mercado, em especial nas obras estatais tocadas ou com participação das empreiteiras alvos da Operação Lava Jato. Ainda que minoritária, a participação da Andrade Gutierrez no Grupo CCR acendeu um alerta para as obras do metrô de Salvador.


Prefeito inaugura escola em Cajazeiras e promete 100 unidades nos próximos meses

xIMAGEM_NOTICIA_5.jpg.pagespeed.ic.EAKM9dc-qu

O prefeito ACM Neto (DEM) e parte do secretariado da gestão foram a Cajazeiras nesta sexta-feira (19) para acompanhar a reinauguração do Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) Professor Edivaldo Machado Boaventura. Além disso, eles fizeram uma vistoria nas obras do Mercado Municipal de Cajazeiras, da quadra de esportes de Cajazeiras X e da ligação viária Cajazeiras V a X, prevista para ser entregue ainda este ano. A ação fez parte da série de obras, inaugurações e visitas técnicas, dentro do Gabinete da Prefeitura em Ação na região. O prefeito homenageou Boaventura, que esteve presente na cerimônia, pelo importante trabalho realizado em prol da educação na Bahia, e ressaltou que a transferência do gabinete da Prefeitura para Cajazeiras é um marco na história de bairro. “Isso demonstra o compromisso da administração municipal com a região”, declarou. Neto ainda ressaltou que, em dois meses, deverá entregar quase 100 escolas novas ou completamente recuperadas.


Prefeitura regulamenta Plano de Carreiras e Remuneração de servidores da Educação

IMAGEM_NOTICIA_5

A implantação da reserva de 1/3 da jornada do professor para atividades complementares à regência e a criação da gratificação de desenvolvimento e coordenação das políticas estratégicas para os coordenadores pedagógicos, no percentual de 30% são alguns dos itens do Plano de Carreiras e Remuneração dos Profissionais de Educação, regulamentado nesta sexta-feira (19). O anúncio foi feito pelo prefeito ACM Neto (DEM) e pelo secretário de Educação, Guilherme Bellintani, durante realização do Programa Gabinete em Ação, em Cajazeiras. O PCR ainda inclui: criação da gratificação de 30% por otimização do tempo para professores da educação infantil ao 5º ano; criação da gratificação de estímulo ao aprimoramento profissional que varia de 2,5% a 7,5%, de acordo com os cursos apresentados; e a criação da gratificação de incentivo à qualidade da gestão escolar, devida aos diretores e vice-diretores, no valor de 10% do cargo em comissão ocupado.  Na oportunidade do anúncio, Neto garantiu que não cortará a remuneração dos professores referente aos dias de paralisação e que os professores compensarão as horas dos dias que estiveram parados. De acordo com a prefeitura, a execução do plano terá um impacto de mais de R$ 100 milhõeos no orçamento municipal.


Cerca de 500 trabalhadores são demitidos nas obras do lote IV da Fiol em Brumado

 

Cerca de 500 trabalhadores que prestavam serviços no canteiro de obras da Ferrovia de Integração Oeste Leste (Fiol), no Lote IV, no município de Brumado, foram demitidos na quinta-feira (18). A assessoria de comunicação Valec – Engenharia, Construções, e Ferrovias S.A., responsável pela obra, afirmou que as demissões acontecem para a realização de adequações ao ritmo de produção. Porém, a empresa não pode confirmar se elas realmente aconteceram, “pois são realizadas diretamente pelas construtoras”.

380x228xobras-fiol-lote-IV-brumado-foto-site-brumado-noticias-33.jpg.pagespeed.ic.wjJpfmmlnq

De acordo com o site Brumado Notícias, dezenas de operários assinaram os documentos para fazer os exames demissionais na quinta. Ainda de acordo com o site, os funcionários disseram que foram pegos de surpresa com o aviso das demissões, que teriam ocorrido devido à paralisação das obras. Cerca de 1.200 pessoas trabalhavam no trecho do Lote IV – e há a previsão de uma demissão coletiva no final da próxima semana. As obras desse trecho, que já receberam a instalação dos dormentes e da linha férrea, são indicadas como as mais adiantadas do percurso da Fiol. Ainda de acordo com o Brumado Notícias, pelo menos 80% dos operários do município em ruralistas que deixaram as lavouras pela falta de chuva.


Líder Sandro Régis alerta sobre o caos da Saúde na Bahia

 

“As filas e madrugadas nas unidades de saúde podem piorar após o corte de 25% no setor. Além da queda, o coice”, diz o democrata

Fazendo coro aos profissionais da área de saúde que através do seu sindicato, o SindSaúde, manifestou nesta segunda-feira, 15, posição contrária ao corte de 25% anunciado pelo Governo do Estado nas despesas de custeios de 52 unidades geridas pela Sesab, o deputado Sandro Régis (DEM), líder da Oposição, fez duro pronunciamento durante a sessão plenária da Assembleia Legislativa. “Num momento dramático como esse, em que a população clama por melhorias nos péssimos serviços prestados pela saúde pública, o governo dá mostra de total insensibilidade e anuncia um corte de 25% no setor”, criticou o democrata, lembrando recentemente dois fatos marcantes preocuparam ainda mais a sociedade baiana: a suspensão de cirurgias eletivas no Hospital Roberto Santos pela elementar falta de soro fisiológico e a a dispensa,sem meio termos, de 29 cardiologistas do Hospital Ana Nery que atendiam principalmente a população carente do interior. “Esses profissionais foram comunicados da dispensa por email, após seis meses sem receber salário”, indignou-se o deputado, frisando que a propaganda enganosa do governo fala em hospitais, gestão eficiente e investimentos enquanto a realidade mostra o caos do sistema de saúde na Bahia, com a população tendo que enfrentar madrugadas nas filas dos hospitais e emergências, para receber um atendimento precário e de péssima qualidade. “Diante de um quadro caótico como esse, com ausência de leitos, equipes incompletas, estruturas precárias e falta de medicamentos o governo anuncia corte de mais de R$ 600 milhões na saúde?”, questionou, frisando que com essa medida os baianos levaram “além da queda, o coice”. “São oito anos de má gestão e nenhum cuidado nem intenção de priorizar a população e a saúde da Bahia”, concluiu o parlamentar.

Fonte: Assessoria.