Bahia leva 4×2 do Palmeiras e perde invencibilidade dentro de casa

Domingo 18 de Junho por Camila Matos//Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia

Com 10 pontos, o Tricolor caiu para a 11ª posição na tabela do Brasileirão e ainda pode descer mais uma casa, ao final da 8ª rodada do torneio

O Bahia perdeu a invencibilidade dentro de casa após ser derrotado pelo Palmeiras por 4 a 2, neste domingo (18), na Arena Fonte Nova. Com 10 pontos na bagagem, o Tricolor caiu para a 11ª posição na tabela do Campeonato Brasileiro e ainda pode descer mais uma casa ao final da 8ª rodada do torneio.

Primeiro tempo – Logo no início do jogo, que começou quente, os visitantes começaram com mais posse de bola. Aos 2 minutos, o atacante Keno foi derrubado pelo zagueiro Tiago próximo à grande área tricolor. O lateral Egídio cobrou a falta, mas Jean estava esperto e afastou o perigo. Três minutos depois foi a vez do Esquadrão. Pela direita, Renê Júnior invadiu a área do Verdão e bateu em direção à meta. O goleiro Fernando Prass conseguiu defender a bola venenosa, que sobrou para Edigar Junio. O atacante chutou para o gol, mas o arqueiro da equipe paulista conseguiu nova defesa.

Aos 15, pênalti para o Palmeiras. O meia Alejandro Guerra lançou para Keno, que caiu após disputa com Rodrigo Becão. O árbitro viu falta do zagueiro na jogada e marcou a penalidade. Róger Guedes cobrou bem e deixou o seu: 1 a 0 para o Verdão. Aos 19, o Tricolor chegou a balançar as redes dos adversários, mas o assistente Bruno Boschillia anulou bem, já que Tiago, que tocou na bola, estava impedido no lance.

Aos 27, o atacante Keno tomou o primeiro cartão amarelo do confronto. O jogador palmeirense derrubou Mendoza no meio-campo e recebeu a advertência. Aos 37, Juninho recebeu de Mendoza e chutou de fora da área. Sem grandes esforços, Prass conseguiu encaixar.Continuar Lendo

Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia
Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia

Perto do fim da primeira etapa, o Esquadrão fez o gol de empate. Aos 44, Zé Rafael fez boa jogada e bateu forte. Prass defendeu bem a bola, que sobrou para Edigar Junio. O atacante cabeceou no rebote, porém o goleiro palmeirense pegou de novo. Por fim, a bola sobrou limpa para Vinícius, que chutou forte para o fundo das redes. Festa azul, vermelha e branca nas arquibancadas.

Segundo tempo – O time do técnico Jorginho retornou com a mesma equipe que iniciou o duelo. Já o Palmeiras voltou ao gramado com mudanças: saiu o lateral Mayke para a entrada do meia Tchê Tchê. Logo aos 3 minutos, os visitantes voltaram a ficar à frente no placar. Após confusão na área do Tricolor, Guerra dominou a bola e passou para Keno. De forma colocada, o atacante bateu forte e guardou no fundo das redes.

Aos 10 minutos, mudança no Bahia: saiu o autor do gol, Vinícius, para a entrada de Gustavo Ferrareis. Aos 13, o atacante Keno levou a pior em uma disputa de bola com o zagueiro Becão. O jogador caiu no chão e teve que receber atendimento médico no campo. Com um futebol mais frio, o Bahia não conseguia encaixar uma jogada de perigo diante dos adversários. O Palmeiras apertou a marcação e dificultou bastante a saída de bola do time baiano.

Apenas aos 28 minutos o Esquadrão conseguiu assustar a torcida alviverde. Juninho cobrou falta direto para o gol e obrigou Prass a se esticar todo para conseguir evitar o empate. Aos 30, mais um ataque perigoso dos donos da casa. Renê Júnior bateu para o gol e acertou a trave palmeirense. No entanto, o juiz já havia sinalizado saída de bola antes do chute.

Aos 37, os visitantes ampliaram o marcador. Após cobrança de falta de Jean pela esquerda, Juninho cabeceou para o gol, e o zagueiro Yerry Mina completou com um carrinho antes de a bola cruzar a linha: 3 a 1 para o Palmeiras. Dois minutos depois foi a vez do Tricolor marcar. O zagueiro Juninho, do Verdão, falhou perto da área e deixou o atacante João Paulo, que entrou no lugar do volante Juninho, solto para invadir a pequena área e deixar o seu na estreia com a camisa azul, vermelha e branca.

Já nos acréscimos, o Palmeiras fez o quarto gol. Após confusão na entrada da área do Bahia, a bola sobrou para Willian, que ajeitou para cima e chutou de longe, sem chances para o goleiro Jean. Sem novos lances de perigo, o juiz apitou o fim de jogo: 4 a 2 para os visitantes na Arena Fonte Nova.

Sequência – Agora, o próximo confronto do Esquadrão será fora de casa diante do Corinthians, pela 9ª rodada do Campeonato Brasileiro, nesta quinta-feira (22), às 19h3


Comentários fechados.

Notícias Relacionadas